Amsterdam: Zaanse Schans – Moinhos de Vento na Holanda

4º dia em Amsterdam: no 4º e último dia em Amsterdam fomos conhecer Zaanse Schans que é uma agradável vila histórica que fica pertinho de Amsterdam. Lá existem moinhos de vento, casas típicas, animais, fábricas de queijo e de tamanco.

Nosso voo Amsterdam-Girona era as 19:40 e só tínhamos uma parte do dia para aproveitar. Fizemos check-out em nosso Bed and Breakfast pela manhã e deixamos as malas guardadas lá mesmo, para pegarmos antes de irmos ao aeroporto.

Fomos até a Estação Centraal para pegarmos um trem para Zaanse Schans. Para chegar em Zaanse Schans é fácil: são apenas 20 minutos de trem e pagamos pela passagem 7 euros. A estação de trem que dá acesso a Zaanse Schans chama-se Koog-Zaandijk.

Passagem de trem para Zaanse Schans:
Passagem de Trem Zaanse Schans

Verifique no letreiro da plataforma os destinos do trem:
Trem para Zaanse Schans

Desça na estação Koog-Zaandijk. Dessa estação até a vila de Zaanse Schans são cerca de 20 minutos de caminhada.

É só seguir as placas:
Zaanse Schans

Ou o fluxo de turistas:
Zaanse Schans

Nós fomos em meados de Agosto, em pleno verão europeu e o clima estava bem chato. Devia estar uns 12 graus, mas com a chuva e o vento forte a sensação térmica estava mais baixa. Levamos blusa e guarda-chuva, mesmo assim ficamos molhados e com frio. Em pleno verão holandês.

Após alguns minutinhos de caminhada chegamos até a ponte sobre o Rio Zaan. É preciso atravessá-la, Zaanse Schans fica do outro lado.

Ponte:
Zaanse Schans

Em cima da ponte já dá para tirar fotos dos moinhos de vento:
Zaanse Schans

E das casas típicas:
Zaanse Schans

E finalmente chegamos a Zaanse Schans. A vila na verdade é uma réplica de um vilarejo típico holandês dos séculos XVIII e XIX. É um museu a céu aberto. A entrada é gratuita.
Zaanse Schans

São 35 casas típicas:
Zaanse Schans

Zaanse Schans

O friozinho até combinou com a paisagem:
Zaanse Schans

O jeito foi tomar um Alfredo para esquentar:
Zaanse Schans

Muito lindo:
Zaanse Schans

Além de cafés, lojas de suvenires, lojas de doces, em Zaanse Schans há fábricas de queijos e de tamancos:
Zaanse Schans

Não deixe de comer um stroopwafel, doce típico. Esqueci de tirar foto do doce.

Tem um passeio de barco. Mas não encaramos pelo frio:
Zaanse Schans

Também dá para alugar uma bike:
Zaanse Schans

Lá tem ovelhas e vacas:
Zaanse Schans

E um museu coberto (mas nem entramos):
Zaanse Schans Museum

Pagamos 3,50 para visitar um moinho de vento:
Moinho de Vento em Zaanse Schans

Moinho de Vento em Zaanse Schans - Holanda

Moinho de Vento em Zaanse Schans - Holanda

Moinho de Vento em Zaanse Schans - Holanda

Zaanse Schans

O passeio de Amsterdam até Zaanse Schans dá para ser feito em meio período. Com certeza o local é bem mais bonito e agradável com o tempo bom. Saímos de Amsterdam com sol, mas chegamos lá com chuva e frio. Ainda bem que levamos um agasalho, senão teríamos que voltar.

Caso você queira se aprofundar na experiência de Zaanse Schans é possível se hospedar lá no Heerlijck Slaapen op de Zaanse Schans. Do lado de lá do rio, com vista para Zaanse Schans, dá para ficar hospedado em Zaandijk: D’ Vijf Broers ou Zaanhof –Luxurious Amsterdam Zaanse Schans Loft Apartment.

Ao chegarmos em Amsterdam estávamos com muita fome. Descemos na Estação Centraal e fomos a pé até o shopping Magna Plaza, que fica ao lado da Praça Dam. Queríamos comer algo rápido, já que tínhamos que pegar o voo no final da tarde.

No último andar do shopping fica o restaurante The Views. Lá tem um buffet livre com massas, pizzas e saladas por 14,99 euros. Muito bom, comida à vontade.

Restaurante The Views no Shopping Magna Plaza:
Restaurant The Views - Magna Plaza - Amsterdam

Após o almoço passamos no Bed and Breakfast pegar as nossas malas e fomos até o Aeroporto Schiphol pegar o nosso voo até Girona. Veja: como ir do Centro de Amsterdam até o Aeroporto de Schiphol.

Assista ao nosso vídeo de Zaanse Schans:

Veja mais sobre a nossa viagem para Amsterdam:

Planejando a sua viagem: Dicas de Amsterdam: O que fazer, Roteiro, Onde ficar, Restaurantes
Amsterdam 1º dia: Red Light District, Praça Dam (Centro)
Amsterdam 2º dia: Heineken Experience, Museumplein, Passeio de Barco pelos canais, Begijnhof, Bloemenmarket, Albert Cuypmarkt
Amsterdam 3º dia: Museu Van Gogh, Anne Frank House, Cervejaria Brouwerij´t IJ, Museu Ons’s Lieve Heer op Solder – Our Lord in the Attic
Amsterdam 4º dia: Zaanse Schans – Moinhos de Vento na Holanda
Dica: Economize no Seguro de Viagem para Amsterdam
Aproveite: Hotéis com Descontos em Amsterdam

Vídeo Amsterdam:

Nós editamos um vídeo com fotos, filmagens e mais dicas sobre Amsterdam. Assista:

6 Comentários


  1. Parabens pelo blog!!! Muito informativo, criativo!!! Vou a Amsterdam na segunda quinzena de setembro. Vou aproveitar bem as dicas, muito obrigada!!!

    Responder

  2. Boa tarde,

    Quero fazer esse passeio também no ultimo dia.
    Mas nosso trem para Berlim sai 15h00 da centraal station, você acha que indo umas 8 da manhã, eu consigo voltar umas 13h00 ?!

    Obrigada.

    Responder

    1. Oi Daniella, eu acho que você consegue sim.

      É claro que você vai ter que ficar de olho no relógio, mas dá para conhecer sim. Zaanse Schans não é grande.

      Responder

  3. Olá Fred, parabéns pelo blog. Gostei da ideia de visitar Zaanse Schans. Eu e meu marido estamos indo a Amsterdam em maio e como teremos 3 dias inteiros, talvez no dia de voltar (4º dia) seja possível fazer esse passeio, já que embarcaremos às 19:00. Porém fiquei preocupada com a volta, que, como você não descreveu, imagino que seja caminhando pelo mesmo caminho da ida e embarcando no trem no mesmo lugar em que se chega. Certo?
    Outra dúvida: Ao comprar a passagem, compra-se junto, a ida e a volta?
    E mais uma dica, por favor: Você acha tranquilo trazer um queijo pequeno, bem empacotado, naturalmente…?
    Obrigada pelas respostas, um abraço,
    Norma

    Responder

    1. Olá Norma, obrigado. Eu também fui para Zaanse Schans no último dia em Amsterdam, acho que meu voo era até um pouco mais cedo. O caminho de volta é o mesmo de ida, sem erro. Dá para comprar o bilhete ida e volta.

      Quanto ao queijo realmente eu não sei. Acho que dá para trazer. Eu lembro que para sair de Amsterdam eles estavam revistando minuciosamente as malas de todos os passageiros, abriam até as lembrancinhas para ver se tinha alguma coisa. Mas acho que um queijo empacotado, industrializado, dá para trazer.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *