Moeda e Câmbio em Cancún, Riviera Maya e Região

Moeda e Câmbio em Cancún
Pesos Mexicanos

A moeda oficial no México é o peso mexicano.

Eu visitei Cancún, Riviera Maya (Playa del Carmen e Tulum), Cozumel, Isla Mujeres e Valladolid e neste artigo vou dar dicas de moedas e câmbio em Cancún e região.

Veja qual moeda levar, se vale a pena usar pesos ou dólar e dicas para fazer câmbio.

Guia Completo de Cancún

Dicas essenciais de uma das viagens mais incríveis que eu fiz:
Cancún, Playa del Carmen, Tulum, Cozumel e região.
Receba o guia 100% gratuito e completo no seu email>

Qual moeda levar para Cancún e região?

A moeda que mais compensa levar desde o Brasil é o dólar. Ao comprar pesos mexicanos aqui no Brasil provavelmente o valor do câmbio será muito desfavorável. Vale a pena levar dólares daqui e fazer o câmbio para pesos lá no México.

Valor do câmbio em Cancún e região?

Na época da minha viagem, Abril de 2016, o valor do câmbio comercial era 1 dólar = 17,70 pesos mexicanos (dificilmente você conseguirá comprar pesos pelo valor comercial).

Nas casas de câmbio em Cancún, Playa del Carmen, Cozumel e região a cotação girava em torno de 1 dólar = 16,40 pesos mexicanos.

Casas de câmbio em Cancún e região

Você vai encontrar inúmeras casas de câmbio em Cancún, Playa del Carmen, Tulum, Cozumel e Isla Mujeres.

A maior concentração de casas é nos centrinhos turísticos das cidades, onde a cotação pode variar um pouco entre as casas de câmbio.

Nos aeroportos, estações e nas proximidades de pontos turísticos as cotações geralmente são piores.

Entre as cidades que eu fui a única em que eu não vi casas de câmbio foi Valladolid, localizada mais no interior. Em Valladolid (e também nas outras cidades) pode-se fazer câmbio nos bancos, mas há uma certa burocracia (leve o passaporte) e muitas vezes é preciso enfrentar filas.

Nas casas de câmbio o procedimento é simples.

Vale a pena usar dólar ou peso mexicano em Cancún e região?

A moeda oficial é o peso mexicano, mas o dólar norte-americano é aceito na maioria dos estabelecimentos turísticos: lojas, restaurantes, atrações turísticas, agências de passeios, parques, etc.

A boa notícia é que muitas vezes a cotação nesses estabelecimentos é melhor do que nas casas de câmbio.

Analise bem: como eu disse acima, na época da minha viagem a cotação nas casas de câmbio girava em torno de 1 dólar = 16,40 pesos mexicanos.

Vale a pena pagar com dólar: em muitos estabelecimentos (lojas, restaurantes, agências, parques, etc.) a cotação estava 1 dólar = 16,50 pesos, 17,00 pesos, 17,50 pesos e vi até por 19,00 pesos. Nesses casos usar o dólar era mais vantajoso.

Vale a pena pagar com pesos: em outros estabelecimentos a cotação estava 1 dólar = 16,00 pesos, 15,00 pesos e vi até por 12,00 pesos. Nesses casos usar pesos era mais vantajoso.

A maioria dos estabelecimentos possui uma placa ou um aviso com o valor do câmbio. Muitos restaurantes trazem a conta com o valor nas duas moedas.

E caso não haja o valor da cotação, você pode perguntar qual é a taxa de câmbio. É normal perguntar, não se preocupe.

Esses valores são da época da minha viagem (Abril de 2016). Até a sua viagem o peso mexicano pode ter se valorizado ou desvalorizado.

O ideal é sempre ter em mãos dólares e pesos

A estratégia que eu usei foi sempre ter as duas moedas em mãos, verificar o valor do câmbio no estabelecimento e pagar com a moeda que mais estava compensando.

Às vezes a calculadora do celular ajuda.

Sempre tenha pesos mexicanos

Alguns locais, como o ticket de entrada das zonas arqueológicas (Chichén Itzá, Tulum, Cobá, etc.), não aceitam pagamento em dólares, somente em pesos mexicanos.

Andei de táxi somente em Cancún e lá os taxistas faziam um câmbio muito ruim para pagar em dólares. Pagar os táxis com pesos mexicanos era muito mais vantajoso.

Como comprar dólar barato

Eu preparei um artigo explicando a ferramenta que eu uso para encontrar a cotação mais barata para comprar dólar (e outras moedas):

Recomendo também que você leia o artigo:

Dúvidas sobre câmbio em Cancún e região?

Deixe um comentário abaixo 🙂

Dicas Cancún e região

Eu preparei uma série de artigos que vão ajudar no planejamento da sua viagem:

Principais destinos da região:

Guia completo 

Vídeo de Cancún:

Assista ao nosso vídeo de Cancún no México. Inscreva-se no canal do Dicas Onde Ficar e acompanhe os novos vídeos das nossas viagens.

Crédito da foto: banco de imagens gratuito Pixabay sob a licença Creative Comons CC0 (não requer atribuição).

Dicas Práticas e Econômicas para a Sua Viagem:

36 Comentários


  1. Olá Fred,
    O que vc pode me dizer sobre pagar em dólar e o troco ser em peso? Não perde nessa situação?

    Responder

    1. Oi Izadora, tudo bem?

      A perda acontece na parte do pagamento em dólares (e não no troco em pesos). É feito um câmbio desfavorável para o pagamento em dólares.

      Abraços 🙂

      Responder

  2. Olá Fred! Desde que planejamos essa viagem, fiz do seu blog um verdadeiro “FAQ” sobre Cancún e região. Cara, vou para Cancún na semana que vem e gostaria de uma última dica sua. Preciso comprar certa quantia em moeda ainda e estou na dúvida sobre a proporção de USD e MXN para carregar comigo na viagem (minha intenção é levar papel moeda suficiente para não precisar utilizar cartão de crédito, apesar levá-los por segurança). Li que alguns locais não aceitam USD e que algumas vezes vale a pena pagar com MXN. Para não me estender, resumindo minha viagem será basicamente metade em Playa Del Carmen com um carro alugado e a outra metade plantado no Hyatt Ziva em Cancún. Faremos Tulum, Chichén-Itzá, cenotes, praias e um parque na primeira metade da viagem e talvez iremos a Isla Mujeres quando estivermos em Cancún… fora algumas compras e as atrações noturnas. Sei que é uma pergunta muito relativa, mas com base na sua experiência lá, qual a proporção de USD/MXN você indicaria para um roteiro assim? 50/50, 60/40, 80/20…?? Levarei somente USD do Brasil e farei o câmbio por MXN lá mesmo no México. Porém, quero retornar com o mínimo possível de MXN para o Brasil. Obrigado!

    Responder

    1. Oi Thiago, tudo bem?

      Que bacana, viagem na semana que vem 🙂

      Em quase todos os estabelecimentos que aceitam pesos ou dólares a vantagem é pagar em pesos. Se você pagar em dólares a cotação será pior para você.

      A exceção são algumas grandes lojas de artesanato em Cancún e principalmente em Playa del Carmen que fazem uma cotação um pouco melhor para pagamento em dólares.

      Então quase todos os seus gastos serão em pesos mexicanos mesmo. O que eu recomendo (e fiz) é ir trocando aos poucos para não sobrar pesos. E sempre procurar pagar com pesos (exceto nessas lojas de artesanato e mais algum lugar que ofereça uma cotação melhor para o dólar).

      Abraços e boa viagem 🙂

      Responder

      1. Perfeito. Saberia me indicar qual casa de câmbio em específico ou estabelecimento comercial onde você conseguiu as melhores cotações à época da sua viagem para trocar USD por MXN?

        Responder

        1. Eu troquei no centrinho de Playa del Carmen e no de Cancún. São várias casas de câmbio. Eu dava uma olhada nas cotações e trocava na que oferecia a melhor. Não tenho uma específica para indicar.

          Responder

          1. Certo, obrigado pelas dicas. Aproveito para agradecer também os vouchers do site. Utilizei para adquirir o chip da Easysim4u.


    2. Boa Tarde Fred!
      Peço licença para adentrar seu site e fazer perguntas a terceiros, mas o Thiago foi recentemente para Cancun, assim ele possui informação mais frescas.
      Boa Tarde Thiago.
      Estou indo agora em junho para Cancún e iremos fazer praticamente o mesmo roteiro. Com isso gostaria de saber sobre a sua experiencia lá. especificamente dois assuntos:
      Como foi dirigir em Cancun? teve problemas com a polícia?
      Como ficou os gastou em Cancun? ficou em médica uns 30 dólares por pessoa dia?
      Fred, seu site é excepcional, como fez o Thiago, também estou utilizando as informações dele para guiar minhas férias.
      Parabéns,
      Abraço a todos.

      Responder

      1. Oi Henrique, tudo bem?

        Obrigado 🙂

        Fique a vontade para as perguntas. Esse canal é para isso mesmo, tirar as dúvidas.

        A minha cunhada voltou de Cancún faz uns 15 dias. Ela dirigiu por toda Cancún e Riviera Maya tranquilamente, sem problemas com a polícia.

        Abraços e boa viagem 🙂

        Responder

  3. Olá Fred,

    Desculpe não entendi muito bem sua sugestão: é melhor comprar dólares aqui no brasil, levar dólar para cancun e lá trocar por pesos mexicanos? Fazer duas conversões? Não seria melhor comprar pesos diretamente aqui no Brasil?
    Por favor, pode me esclarecer… rs..

    Grata
    Thais

    Responder

    1. Oi Thais, tudo bem?

      É isso mesmo, melhor comprar dólares no Brasil, levar para Cancún e trocar por pesos lá.

      Isso porque dificilmente você encontrará boas cotações de pesos mexicanos no Brasil. Você perderá uns 30 a 40% do valor ao comprar pesos mexicanos no Brasil.

      Abraços 🙂

      Responder

  4. Olá Fred, tudo bem?
    Parabéns pelo blog, já o acompanho a algum tempo.
    Estou em fase final dos preparativos para minha viagem a Cancún em Abril, e surgiu uma dúvida sobre as compras realizadas lá. Pesquisando material a respeito disso, li que o México e, especificamente Cancún, são adeptos do Tax free para compras realizadas por estrangeiros, respeitando regras específicas de valor, documentação necessária para requerer etc. Você utilizou esse benefício em sua viagem a Cancún? Li que em Cancún a taxa de retorno é de 8,9%, mas as compras devem ser realizadas com cartão de crédito. Porém, com nosso IOF de 6,38% sobre operações com cartão de crédito mais as taxas cambiais cobradas pelo banco no câmbio pesos-dólares-reais, creio que ainda compense pagar em espécie, por mais que se tenha o benefício de 8,9% do Tax free. Aliás, visto a quantidade de documentos que pedem no tax free, não poderia ter algum tipo de problema na alfândega brasileira? Valeu!

    Responder

    1. Oi Thiago, tudo bem?

      Vou ser bem sincero com você: Tax Free é um assunto que eu não domino, porque nunca utilizei e nunca pesquisei sobre isso. Eu não costumo fazer muitas compras nas minhas viagens.

      Mas pelo que você relatou (e as contas que você fez) parece que a vantagem não compensa muito a burocracia e o tempo perdido.

      Vou ficar te devendo uma opinião mais profunda.

      Vamos ver se algum leitor passa por aqui e deixa mais dicas.

      Abraços 🙂

      Responder

      1. Certo. Achei opiniões em outros fóruns bastante diversas. Alguns dizem ser relativamente fácil fazer em Cancún, outros citam a burocracia como empecilho para optar pelo tax free. Alguns receberem, outros depois de muitos meses ainda não tiveram o valor creditado no cartão. Enfim, creio que isso não deva ser uma dor de cabeça em uma viagem como essa. Obrigado Fred.

        Responder

  5. Boa noite Fred.

    Primeiro gostaria de te parabenizar pelas informações. Têm sido muito úteis pra mim!!
    Estou indo para Cancún em março. Já me convenci de que o melhor é levar dólar e fazer a conversão lá para pesos mexicanos. Mas a dúvida é: quanto (em %) do dinheiro total você aconselha converter para pesos mexicanos? Vou com meu marido e estamos com muita dúvida em relação ao montante de dinheiro que iremos precisar para passar 7 dias. Poderia nos dar uma ideia de valor total a levar?

    Grata!

    Responder

    1. Oi Hilana, tudo bem?

      Esse é uma pergunta difícil de responder, pois depende de muitos fatores.

      O seu hotel é all inclusive ou vocês vão comer todos os dias fora? Como farão os passeios, por conta própria ou agência? Quais atrações irão conhecer? Os parques Xcaret, por exemplo, custam por volta de 100 dólares por pessoa por dia (nadar com golfinhos também). E as compras, shoppings?

      Enfim, são tantas variáveis que influenciam muito o preço. O ideal é você fazer um pré-roteiro contabilizando o custo das atrações que vocês vão. E definir como vão nas atrações (passeios com agências sai mais caro). Feito esse pré-roteiro você terá uma boa ideia de quanto irá gastar.

      Abraços 🙂

      Responder

  6. Ótimas dicas e parabéns pelo site!!

    Com certeza elas serão muito úteis na minha viagem. Espero que o câmbio esteja bem favorável e que eu não pegue muitas chuvas mesmo indo em Setembro.

    Grande abraço

    Responder

  7. Boa noite eu vou para riviera maya em Outubro com o meu marido e 2 filhos ele tem 14 anos ela 7 já a viagem para nós sai muito cara pk somos portugueses sai 4 mil euros e sei k para entrar nos parques no México é cerca de 100 euros por pessoa gostaria de saber se a minha filha por ter 7 anos pode fazer as actividades todas k existem nos parques?o mês se Outubro já vi em vários sites que é muito chovoso mesmo assim dá para passear?

    Responder

    1. Olá Rafaela, tudo bem?

      Eu acredito que com 7 anos já possa fazer todas as atividades. Eu pesquisei nos sites do parques e não encontrei uma informação precisa sobre restrições. Se você quiser um informação segura eu sugiro entrar em contato com os parques.

      A sua filha de 7 anos pode comprar os tickets com desconto. Comprando antecipado dá para conseguir até 15% de desconto para todos vocês. Nesse artigo há mais informações sobre os parques: Dicas Xcaret, Xel-Há e Xplor.

      O mês de outubro está entre os mais chuvosos na região de Cancún. É difícil prever o que vai acontecer. Já vi relatos de turistas que pegaram alguns dias seguidos de chuvas. E há relatos de turistas que foram nessa época e não pegaram chuva. É imprevisível. Nesse artigo eu dou mais detalhes do clima em Cancún, Riviera Maya e Região.

      Abraços e boa viagem 🙂

      Responder

  8. bom dia Fred,
    estou com viagem marcada para playa del carmen no próximo mês. Somos 1 casal e uma criança de 6 anos e ficaremos hospedados em um hotel com café da manhã, para podermos fazer os passeios, antes de nos hospedar em Cancun. Saberia me dizer uma media de valor que gastaria por dia? O básico, com refeições. É possível?
    Muito Obrigado

    Responder

    1. Oi Cristian, tudo bem?

      Esse valor é muito variável.

      Para comer por lá o preço não é muito diferente de uma capital ou grande cidade do Brasil. Mas existem desde fast-foods baratinhos até restaurantes refinados. O tipo de bebidas (água, suco, drinks, cerveja vinho) também influencia bastante na conta, por isso é difícil fazer uma previsão.

      Sobre os passeios o preço varia muito dependendo de como vocês vão fazê-los: carro alugado, transporte público, agências…

      E as atrações também variam muito o preço: um cenote pode custar em torno de 5 dólares por pessoa, enquanto os parques Xcaret, Xel-Há e Xplor, fazer um mergulho ou nadar com golfinhos vai custar mais de 100 dólares por pessoa.

      Eu sei que você procura uma resposta objetiva. Mas o valor vai depender do perfil de viajante de vocês, das atrações que pretendem ir e de como irão nelas.

      Abraços e boa viagem 🙂

      Responder

  9. Boa tarde Fred,

    Apesar de estar em cima da hora, gostaria de uma dica sobre câmbio. Irei para Playa del Carmen amanhã. Na cotação atual, US$ 1 = MX$ 18,12.

    Quanto você acha que é uma boa cotação para esta troca lá na cidade (US$ 1 = MX$ 17?)
    Não encontrei nenhuma fonte de informação atualizada sobre as casas de câmbio lá.

    Obrigado.

    Responder

    1. Oi Felipe, tudo bem?

      Eu estou sem base da cotação atual praticada pelas casas de câmbio.

      Mas tomando como base a cotação oficial de quando eu fui (1 dólar = 17,70 pesos mexicanos) e a atual (1 dólar = 18,12 pesos) e comparando com a cotação mais praticada nas casas de câmbio quando eu fui (1 dólar = 16,40 pesos), acredito que a cotação possa estar na faixa de 1 dólar = 16,80 pesos.

      Abraços e boa viagem 🙂

      Responder

  10. Fredddddd!!! ‘Achei’ seu site hoje e já vi que ficarei por aqui vários dias devorando TUUUUDO!!! Muitoooos detalhes, muito completo. E esse vídeo aqui no final ficou show. Parabénsssss!
    Agora minhas perguntas iniciais:
    Igual a Mariana, sobre $ rsrs. O que veio a minha cabeça… terei que levar todo dinheiro da viagem em espécie? Como você fez isso? Ou tem como sacar $ lá em algum lugar?
    E sobre o vídeo, você fez todas as filmagens com Gopro foi?
    Por enquanto é só. Mas me aguarde! rsrs

    Responder

    1. Oi Patricia, tudo bem?

      Obrigado 🙂

      A maneira mais barata de se levar dinheiro para Cancún é em espécie (o melhor é levar dólares). Mas por segurança também dá para usar o cartão de crédito (amplamente aceito lá) e o cartão de débito (sacando pesos mexicanos nos caixas eletrônicos). Sobre esse assunto eu comento com mais detalhes no artigo O que Compensa no Exterior: Dinheiro x Cartões

      A maioria das filmagens eu fiz com a minha câmera compacta, uma Nikon Coolpix AW130. Mas algumas também fiz com o celular.

      Eu recomendo o meu Guia Completo de Cancún e Região (100% gratuito). Ele vai resolver praticamente toda a sua viagem.

      Qualquer dúvida deixa um comentário nos artigos.

      Abraços 🙂

      Responder

      1. Obrigada por responder! 😉
        Nooossa a imagem dela é bem boa. Eu até havia olhado ela quando pesquisei, mas acabei comprando a Gopro mesmo…

        Só 1 coisa que senti falta. De recebermos um aviso no e-mail quando você responde nosso comentário! #ficadica

        Abraços e até mais! 😉

        Responder

        1. A AW130 é uma boa câmera, mas com certeza a GoPro é melhor.

          Obrigado pela dica do email. É uma excelente ideia 🙂

          Só preciso descobrir como implementar isso aqui no blog.

          Abraços 🙂

          Responder

  11. Olá! Gostaria de saber o valor aproximado em dólares ou pesos mexicanos que você acredita ser necessário levar, por pessoa, para seguir o roteiro de 14 dias da sua viagem (só para eu tomar por base e conseguir estipular um valor para a minha, que será de menos dias e menos atrações).

    Grata pela atenção e desde já parabenizo a dedicação e riqueza de detalhes com a qual você faz seus artigos de viagens. Simplesmente maravilhoso para se programar e inspirar.

    Responder

    1. Oi Mariana, obrigado 🙂

      Valores gastos é uma questão que eu não gosto de entrar em detalhes porque varia muito de uma pessoa para outra.

      Só um exemplo: uma pessoa que toma uma garrafa de vinho no jantar em 14 dias gastará muito mais que alguém que bebe um suco, refrigerante ou água.

      Além disso eu não faço uma planilha de gastos das minhas viagens (uma grande falha minha).

      Abraços 🙂

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *