Roteiro Madrid: 1, 3, 5, 7, 10 e 15 Dias (com Toledo, Segóvia e Ávila)

Roteiro Madrid Espanha
O Parque del Retiro, o principal de Madrid, não pode faltar no seu roteiro pela cidade

Roteiro Madrid Espanha: na minha opinião 3 dias inteiros é o tempo mínimo para um roteiro pelas principais atrações de Madrid.

Arredores: eu recomendo pelo menos mais 2 dias para fazer bate-voltas pelos arredores de Madrid (totalizando 5 dias inteiros).

Vai faltar dias: 5 dias inteiros é o mínimo do mínimo para uma viagem bacana. Quando você começar a tomar consciência das incríveis atrações nos arredores de Madrid você perceberá que vai faltar dias na sua viagem 🙂

Veja neste artigo dicas para você montar um roteiro por Madrid e pelas cidades e atrações no entorno.

Roteiro Madrid Espanha

  • Sugestões: confira sugestões de roteiros de 1 a 15 dias por Madrid e região.
  • Roteiro Madrid: dicas de roteiro pela cidade de Madrid.
  • Roteiro nos arredores. Roteiro pelas principais atrações e cidades no entorno de Madrid para bate-voltas ou pernoites: Toledo, Segóvia, Ávila, El Escorial, Aranjuez, entre outras.
  • 15 dias: no final do artigo eu descrevo dia a dia o nosso roteiro de 15 dias por Madrid e região.

É muito bacana: se você tiver 1 semana ou mais para Madrid considere também se hospedar nas cidades medievais de Toledo, Segóvia ou Ávila. Ao dormir nessas cidades medievais você terá uma experiência muito mais profunda e bacana. E você também irá economizar, já que a hospedagem, a alimentação e as atrações são mais baratas do que em Madrid. Vale a pena 🙂

Compensa alugar um carro? Não é necessário. Todas as atrações e cidades do roteiro são acessíveis por transporte público. Dentro de Madrid não é recomendável circular de carro alugado (é bem melhor usar o transporte público). Na verdade um carro vai ser um gasto a mais com estacionamentos.

Road trips: mas se você é fã de road trips é possível montar um roteiro se hospedando nas cidades medievais nos arredores de Madrid. Na sequência você pode seguir com o carro para outras regiões da Espanha.

Eu aluguei: durante os 15 dias que ficamos na região de Madrid nós alugamos um carro por 2 dias para fazer algumas atrações mais difíceis de chegar com o transporte público. Eu comento sobre isso na descrição do nosso roteiro de 15 dias no final do artigo.

Recomendo: eu recomendo que, ao alugar um carro, você siga o passo a passo para visualizar as informações mais importantes, encontrar os melhores preços e contratar os seguros essenciais. Confira:

Eu também recomendo a leitura dos artigos abaixo para você ter uma consciência maior para montar o roteiro em Madrid:

Quantidade de dias

Dias em Madrid: primeiro eu vou sugerir roteiros de 1, 3 ou mais dias na cidade de Madrid.

Dias fora de Madrid: na sequência eu mostro as opções nos arredores de Madrid para bate-voltas ou pernoites.

5 dias: 3 dias na cidade de Madrid e 2 dias nos arredores. Na minha opinião essa é a quantidade mínima de dias inteiros para uma viagem bacana por Madrid e região.

Quanto mais melhor: mas se você tiver mais dias disponíveis eu garanto que você não irá se arrepender. O entorno de Madrid possui atrações espetaculares para muito mais do que 5 dias de viagem.

Roteiro de 1 dia em Madrid

Centro Histórico: se você tiver apenas 1 dia em Madrid eu sugiro percorrer o Centro Antigo da cidade. É uma caminhada relativamente rápida saindo da Puerta del Sol (principal praça de Madrid), passando pela Plaza Mayor (praça linda e histórica da Madrid Antiga), pelo Mercado de San Miguel (o mercado gastronômico mais famoso de Madrid; perfeito para tapas) e pela Plaza de La Villa. Veja esse roteiro pelo Centro Histórico de Madrid.

Catedral e Palácio Real: ao finalizar o roteiro acima você estará a poucos metros da Catedral de la Almudena e do Palácio Real de Madrid. A visita à Catedral em si é rápida e gratuita, mas a Cripta e o Museu (onde há um mirante) são pagos e levam mais tempo. A visita no Palácio Real leva pelo menos uma hora (sem contar os jardins). Veja todas as dicas para visitar a Catedral de la Almudena e o Palacio Real de Madrid.

Veja o mapa com esse roteiro de 1 dia:

Opção: você pode começar o roteiro pelo Palacio Real (o palácio abre às 10:00, mas os Jardines de Sabatini abrem às 09:00), passando pela Catedral e fazendo a caminhada pelo Centro Histórico para almoçar no Mercado de San Miguel.

Para terminar o dia: se sobrar tempo após o roteiro acima (isso vai depender do seu ritmo) você pode escolher entre várias atrações para completar o dia. O Parque del Retiro é um dos mais bacanas da Europa. Os três principais museus de Madrid (Prado, Reina Sofía e Thyssen-Bornemisza) formam o Triângulo de Ouro da Arte (você pode escolher um dos museus para visitar). Outra opção, se você é fã de futebol, é fazer o Tour Santiago Bernabéu (Estádio do Real Madrid).

Roteiro de 3, 4 ou 5 dias em Madrid

Ideal: eu considero 3 dias inteiros o tempo ideal (ou pelo menos o mínimo) para a cidade de Madrid.

A pé nos dois primeiros dias: nos dois primeiros dias as atrações ficam numa sequência (dá para fazer a pé).

1º dia em Madrid

Centro Histórico, Catedral, Palácio Real, Plaza de España e Templo de Debod. Para o primeiro dia eu sugiro o roteiro que descrevi no tópico acima (Roteiro de 1 dia em Madrid), começando pela caminhada no Centro Histórico (Puerta del Sol, Plaza Mayor, Mercado de San Miguel e Plaza de la Villa), na sequência a Catedral de la Almudena (a visita é dividida em 3 partes: Catedral, Cripta e Museu com mirante) e o Palacio Real de Madrid (veja também os jardins e a Plaza de Oriente). Após o palácio você pode ir na Plaza de España e no Templo de Debod para ver o por do sol (provavelmente você não terá tempo de seguir o roteiro no Parque del Oeste pela Rosaleda e Teleferico). Opção: você pode começar o roteiro pelo Palácio Real (o palácio abre às 10:00, mas os Jardines de Sabatini abrem às 09:00), depois a Catedral e na sequência a caminhada pelo Centro Histórico (para almoçar no Mercado de San Miguel).

Veja o mapa com o roteiro do 1º dia:

2º dia em Madrid

Gran Vía, Palacio de Cibeles, Puerta del Alcalá, Parque del Retiro e Museo del Prado (ou outro museu do Triângulo de Ouro da Arte). Para o segundo dia eu sugiro uma caminhada pela Gran Vía (avenida com ícones arquitetônicos, muitas lojas, teatros e cinemas antigos), pelo Palacio de Cibeles (lindo palácio que abriga a prefeitura de Madrid, um centro cultural com exposições gratuitas e um mirante) até a Puerta del Alcalá. Veja o roteiro detalhado da caminhada da Gran Vía até a Puerta del Alcalá. Ao lado da Puerta del Alcalá fica o imperdível Parque del Retiro, o mais famoso de Madrid. Se você sair do Parque del Retiro pela Puerta Felipe IV você estará a 200 metros do Museo del Prado (gratuito a partir das 17:00 aos domingos e das 18:00 de segunda a sábado). Se preferir você pode trocar o Prado por outro museu do Triângulo de Ouro da Arte (Reina Sofía ou Thyssen-Bornemisza). Inverso: se você pretende fazer compras na Gran Vía você pode inverter o roteiro começando no Museo del Prado e terminando nas lojas da Gran Vía (para não precisar carregar as sacolas ao longo do dia).

Veja o mapa com o roteiro do 2º dia:

3º dia em Madrid

Para esse dia as atrações ficam mais espaçadas. Você precisará usar o transporte público. Eu sugiro começar pela Real Basilica de San Francisco El Grande (na minha opinião a igreja mais bonita de Madrid), fazer o tour na Plaza de Toros Las Ventas (a mais importante do mundo), o tour no Estádio Santiago Bernabéu (do Real Madrid) e ir no Museo Reina Sofía ou outro museu do Triângulo de Ouro da Arte (Prado ou Thyssen-Bornemisza). Você pode substituir a ordem das atrações e também trocar alguma atração por outra que combina mais com o seu perfil (veja as atrações do 4º e 5º dias).

Veja o mapa com a localização dessas atrações propostas no 3º dia (a Puerta del Sol está em estrela):

4º e 5º dias em Madrid

Se você tiver mais 1 ou 2 dias para a cidade de Madrid (sem contar os arredores) você pode fazer o roteiro completo proposto nesse artigo: Plaza de España ao Faro de Moncloa passando pelo Templo de Debod que inclui as seguintes atrações: Plaza de España, Museo Cerralbo, Templo de Debod, Parque del Oeste, La Rosaleda, Teleferico de Madrid, Ermita de San Antonio La Florida e Faro de Moncloa. Além dos museus do Triângulo de Ouro da Arte a cidade também oferece muitos outros museus, centros culturais e galerias de arte: confira um guia de Museus de Madrid. No Centro de Madrid fica o lindo Monasterio de Las Descalzas Reales (somente visitas guiadas). Além do Palacio Real de Madrid você também pode visitar o Palacio Real de El Pardo, que fica bem afastado do Centro da cidade.

Informações para completar o seu roteiro na cidade de Madrid

Atenção: não feche o seu roteiro em Madrid somente com as dicas que eu dei acima. A cidade de Madrid ainda oferece muita coisa bacana. Dá uma olhada nos tópicos abaixo para você montar um roteiro que combina com o seu perfil.

Gastronomia, tapas, mercados gastronômicos, vida noturna, teatros e o restaurante mais antigo do mundo: Madrid possui uma enorme quantidade de bares, restaurantes e uma excelente gastronomia. As ruas ficam cheias até tarde da noite. Comer tapas (pequenas porções) nos bares é uma tradição entre os madrilenhos e os turistas. Nos últimos anos entraram na moda os mercados gastronômicos onde você pode tapear de boxe em boxe. Um ícone da cidade é o Sobrino de Botín, o restaurante mais antigo do mundo ainda em funcionamento (desde 1725). No artigo Onde Comer em Madrid você encontra dicas de restaurantes, bares, os principais mercados gastronômicos e os principais bairros boêmios. No roteiro da Gran Vía há dicas de teatros e cinemas antigos.

Shows de flamenco: o flamenco é uma cultura que surgiu no Sul da Espanha e envolve música, canto e dança. As apresentações ocorrem nos tablaos (pequenas casas de espetáculos com um tablado de madeira). Atualmente Madrid talvez seja a cidade que reúne os melhores tablaos do mundo. Ao assistir uma apresentação você irá sentir a intensa energia do flamenco. Confira o artigo Shows de Flamenco em Madrid.

Museus, galerias e centros culturais: o universo de museus em Madrid não se resume ao Triângulo de Ouro da Arte (Prado, Reina Sofía e Thyssen-Bornemisza). O Museo Arqueologico Nacional é imperdível para os fãs de arqueologia. Destaque também para os palacetes museus como o Sorolla e o Cerralbo. São inúmeras as galerias de arte, os centros culturais e os mais variados tipos de museus. Veja o artigo Guia de Museus em Madrid.

Assistir um jogo do Real Madrid no estádio: é um programa muito procurado pelos turistas, uma experiência única de ver in loco um dos melhores times do mundo. No artigo Real Madrid: Como Comprar Ingresso e Assistir Jogo no Estádio você encontra todas as dicas e macetes para assistir esse espetáculo.

Compras: a principal área de compras na cidade de Madrid é a região que fica entre a Gran Vía e a Puerta del Sol, além de ruas próximas (como a Fuencarral). São várias as lojas de departamentos nessa área com destaque para a enorme Primark (com preços bem baratos), H&M, Zara, Mango, duas lojas gigantes da El Corte Inglés, entre outras. Nos arredores de Madrid há 3 outlets com lojas de marca. Aos domingos ocorre a tradicional feira de rua El Rastro. No artigo O que Fazer em Madrid há um tópico onde eu comento com maior profundidade o assunto compras.

Roteiro nos arredores de Madrid


Vai faltar dias: como eu já disse no começo do artigo, são tantas atrações e cidades nos arredores de Madrid que vai faltar dias na sua viagem.

Atrações e cidades: na minha opinião os 3 principais locais para se conhecer no entorno de Madrid são as cidades medievais de Toledo, Segóvia e Ávila. Na sequência vem a dupla Monasterio de El Escorial + Valle de Los Caídos (dá para fazer os dois no mesmo dia) e os palácios reais de Aranjuez e de La Granja de San Ildefonso. Como atrações secundárias eu posiciono as cidades de Alcalá de Henares e Chinchón, a vila de Puerto de Navacerrada (estação de esqui para ver e brincar na neve no inverno) e o Castillo de Los Mendoza em Manzanares El Real. O trem-bala ainda permite bate-voltas para cidades mais distantes como Cuenca, Zaragoza, Salamanca e Córdoba.

Para mais informações e dicas sobre as cidades e atrações acima eu recomendo a leitura do artigo:

Como andar de trem? Você consegue ir de trem em quase todas essas cidades e atrações nos arredores de Madrid. Algumas são servidas pelo trem-bala, outras por trens de média velocidade e algumas pelo trem Cercanías (um trem regional mais lento). A Renfe é a empresa que administra os trens na Espanha. Leia o artigo com dicas para entender os trens e comprar as passagens:

Alugar um carro pode ser uma ótima ideia se você gosta de road trips, de dirigir pela Europa, de cidades medievais e de atrações históricas. Você pode montar um roteiro se hospedando pelos arredores de Madrid. Mas nas cidades medievais você terá que estacionar o carro para percorrer o centro medieval a pé. Confira o artigo:

Bate-volta ou pernoitar? Algumas cidades, como Toledo e Segóvia, são famosas como bate-voltas a partir de Madrid. Mas elas são cidades grandes (principalmente Toledo) e com muitas atrações. Se você tem dias sobrando, é fã de atrações históricas e de cidades medievais considere pernoitar ou dormir duas noites nessas cidades. Você conhecerá mais profundamente as atrações, poderá caminhar à noite pelo centro histórico medieval (uma experiência marcante) e irá economizar (a hospedagem e a alimentação são mais baratas nessas cidades do que em Madrid).

Duas cidades no mesmo dia: uma dúvida comum é se é possível fazer duas cidades no mesmo dia, como Segóvia com Ávila ou Toledo com Aranjuez. Com carro alugado você consegue sim fazer no mesmo dia, mas pelo pouco tempo disponível conhecerá bem superficialmente as cidades.

1 dia nos arredores de Madrid

Toledo: se você tem apenas 1 dia para explorar os arredores de Madrid eu recomendo um bate-volta para Toledo que é a atração mais famosa, visitada e impressionante no entorno de Madrid.

2 dias nos arredores de Madrid

Toledo e Segóvia: com dois dias eu recomendo um bate-volta para Toledo e outro para Segóvia.

3 dias nos arredores de Madrid

Toledo, Segóvia e Ávila: com 3 dias eu recomendo bate-voltas para Toledo, Segóvia e Ávila.

Mas aqui cabe algumas considerações: para não ter uma overdose de cidades medievais 🙂 você pode trocar uma das cidades por algum palácio (Aranjuez ou La Granja de San Ildefonso) ou pela dupla Monasterio de El Escorial + Valle de Los Caídos.

Outra consideração é que bate-voltas são cansativos. Analise se você terá pique para tudo isso. E se for fazer 3 bate-voltas vá alternando dias em Madrid com bate-voltas (como eu fiz).

Mais do que 3 dias para os arredores de Madrid

4, 5 ou mais dias: nesse caso eu recomendo que você leia com carinho o artigo Bate-Voltas em Madrid e os artigos que eu fiz de cada atração ou cidade. Assim você poderá montar um roteiro de acordo com o seu perfil.

Se hospedar: com essa quantidade de dias você também pode montar roteiros dormindo nas cidades nos arredores de Madrid. Eu recomendo.

O nosso roteiro de 15 dias em Madrid e Região

Dia a dia: abaixo segue o roteiro que eu e a Renata fizemos durante 15 dias pela região de Madrid.

Foco em Madrid: eu sei que 15 dias parece muita coisa para ficar apenas em um destino na Europa. Como eu já tive a oportunidade de fazer algumas viagens ao Velho Continente eu estou perdendo aquele desejo de passar por muitos países na mesma viagem. Na verdade eu tenho cada vez mais a certeza que o melhor da Europa é poder investir um tempo maior numa região, desfocando das grandes cidades, visitando pequenas cidades medievais, explorando atrações menos conhecidas (mas que são muito interessantes) e absorvendo mais profundamente a cultura e a gastronomia de uma região.

Economia: focando em uma região você irá economizar dinheiro e tempo. Você não gastará com passagens de avião ou passagens caras de trem. E o tempo que você gastaria com deslocamentos sobrará para conhecer mais atrações ou viajar num ritmo mais tranquilo.

Vale a pena: se você tem o desejo de conhecer profundamente Madrid e o seu entorno eu garanto que vale a pena ficar uns 15 dias (dá para ir em atrações e cidades espetaculares em cada um desses dias).

Dezembro: nós fizemos essa viagem em dezembro de 2016, no finalzinho do outono quase no início do inverno. O ponto positivo é que era baixa temporada, pegamos poucas filas para as atrações (muitas estavam quase vazias) e economizamos nas passagens e hospedagens. O ponto negativo é que nessa época muitas atrações fecham mais cedo, sobrando menos tempo útil.

Cuidado: o nosso ritmo de viagem é um tanto intenso, até porque eu tenho o propósito de relatar o máximo de atrações aqui no blog. Não recomendo que você siga à risca o nosso roteiro (a não ser que você também consiga manter um ritmo intenso de viagem). O ideal é você montar um roteiro no seu ritmo, se preocupando mais em aproveitar as principais atrações do que conhecer tudo de maneira corrida e superficial.

Chegada e partida: o nosso roteiro de 15 dias não inclui o dia de chegada e nem o de partida. São 15 dias inteiros.

O nosso roteiro dia a dia 

1º dia: caminhada pelo Centro Histórico (Puerta del Sol, Plaza Mayor, Mercado de San Miguel e Plaza de la Villa), Catedral de La Almudena (Catedral, Cripta e Museo) e Palacio Real de Madrid (palácio, Plaza de Oriente, Jardines de Sabatini e Jardines del Campo del Moro).

2º dia: caminhada da Gran Vía até a Puerta del Alcalá (passando pelo Palacio de Cibeles e dando uma olhada na bela Iglesia de San Manuel e San Benito), Parque del Retiro e Museo del Prado (incluindo a Iglesia de San Jerónimo El Real). À noite: Show de Flamenco na Taberna de Mister Prinkleton.

3º dia: Bate-volta Palacio Real de Aranjuez (fomos de Trem Cercanías). À noite assistimos um Jogo do Real Madrid no estádio.

4º dia: primeiro fomos na Real Basilica de San Francisco El Grande. Na sequência fizemos o roteiro proposto nesse artigo: Templo de Debod ao Faro de Moncloa (Plaza de España, Museo Cerralbo, Templo de Debod, Parque del Oeste, La Rosaleda, Teleferico, Ermita de San Antonio de La Florida e Faro de Moncloa).

5º dia: bate-volta para Cuenca de trem-bala.

6º dia: nesse dia fomos em atrações distantes entre si. Fomos nos Museo Reina Sofía, no Tour do Estádio Santiago Bernabéu, no Museo Sorolla e na Plaza de Toros las Ventas.

Observação (aluguel de carro): nós alugamos um carro na manhã do 7º dia e devolvemos no final do 8º dia. Nós usamos o carro para ir em atrações mais difíceis de chegar com transporte público. Sem o carro nós não conseguiríamos fazer todas as atrações do 7º e 8º dias. Nós dormimos em Madrid nesses dias. Foram dois dias bem corridos.

7º dia: saímos de Madrid com o carro alugado e fomos no complexo do Monasterio de El Escorial, no Valle de Los Caídos e no final do dia deu tempo de conhecer o Castillo de Los Mendoza em Manzanares El Real. No final do dia voltamos para Madrid.

8º dia: saímos de Madrid com o carro alugado e fomos em Puerto de Navacerrada (havia neve, mas a visita foi rápida porque a estação de esqui não estava funcionando), no Palacio de la Granja de San Ildefonso e no final do dia retornamos para Madrid e ainda deu tempo de fazer o último tour do dia no Palacio Real de El Pardo.

9º dia: pela manhã fomos no Monasterio de las Descalzas Reales em Madrid e na sequência pegamos o trem-bala para Toledo. Ainda deu tempo de conhecer algumas atrações em Toledo na parte da tarde.

10º e 11º dias: dias inteiros em Toledo.

12º dia: na parte da manhã ainda conhecemos umas duas atrações que faltaram em Toledo. Na hora do almoço pegamos um trem-bala de Toledo para Madrid (Atocha), pegamos um Cercanías da Atocha para a Chamartín e um trem de média velocidade da Chamartín para Ávila. Chegamos no final da tarde e ainda deu para conhecer alguma atração.

13º dia: ficamos o dia todo em Ávila e à noite pegamos um ônibus de Ávila para Segóvia (pela Avanza). Chegamos bem tarde em Segóvia.

14º dia: dia inteiro em Segóvia.

15º dia: ficamos quase o dia inteiro em Segóvia, indo no final da tarde de trem-bala para Madrid.

Apenas Sugestões

Monte o seu roteiro: lembrando que tudo que escrevi são apenas sugestões baseadas nas minhas interpretações. O meu propósito é descrever o máximo de atrações da maneira mais completa possível. Eu tento abrir ao máximo o leque de opções para que você tenha mais informações para montar o seu roteiro.

Madrid possui mais atrações do que as indicadas nesse artigo?

É claro que sim. Impossível colocar num artigo tudo o que uma cidade grande e vibrante como Madrid oferece ao turista.

Nos demais artigos sobre Madrid e região no blog eu acabo abordando mais algumas atrações.

Se você tiver alguma outra dica sobre Madrid deixe um comentário. Será muito útil para ajudar outros viajantes 🙂

Dúvidas

Se você tem alguma dúvida sobre a montagem do roteiro em Madrid deixe um comentário abaixo. Na medida do possível eu tentarei te ajudar 🙂

3 Comentários


  1. Olá Fred,
    Passarei por Madrid em maio, montei o roteiro de 4 dias com várias de suas dicas e quero reservar um dia p ir a Toledo porém seria um domingo…vc acha viável ? Vou encontrar as atrações abertas à visitação ?
    Obrigada desde já por seu retorno
    Leila

    Responder

    1. Oi Leila, tudo bem?

      Sim, é viável e todas as atrações estão abertas.

      Domingo é o dia de maior movimento em Toledo, por isso haverá mais filas nas atrações e mais turistas pela rua. Se puder vá em outro dia, senão vá no domingo mesmo. Toledo é imperdível.

      Veja as Dicas de Toledo.

      Abraços e boa viagem 🙂

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *