Onde Ficar em Madrid (Espanha)

Onde ficar em Madrid Espanha
Entorno da Puerta del Sol: Centro Histórico e Turístico de Madrid

Onde ficar em Madrid: a capital da Espanha possui uma enorme oferta de hotéis, hostels e hostals (uma espécie de hotelzinho mais simples e barato). Tem opções para todos os gostos e bolsos.

O melhor lugar: geograficamente o melhor lugar para se hospedar em Madrid é no Centro Histórico (nos arredores da Puerta del Sol).

O seu perfil: o bacana é que os bairros de Madrid possuem características distintas entre si. Você pode ficar no entorno do Centro Histórico, no bairro que mais combina com o seu perfil.

Onde Ficar | Bairros de Madrid: veja neste artigo dicas para escolher um bom lugar para se hospedar e a descrição dos principais bairros de Madrid.

Onde Ficar em Madrid

Continue lendo o artigo ou se preferir clique nos links para ir direto aos bairros:

Guia Completo de Madrid

Todas as dicas da viagem de 15 dias que eu fiz por Madrid e arredores (inclui Toledo, Segóvia e Ávila).
Receba o guia 100% completo e 100% gratuito no seu email.>

O melhor lugar para ficar em Madrid

Sol: o bairro Sol é a área mais central de Madrid. A Puerta del Sol é a praça central da cidade.

Maioria dos pontos turísticos: no mapa abaixo eu marquei o Palacio Real de Madrid, a Puerta del Sol e o Parque del Retiro. Na área entre o Palacio Real e o Parque del Retiro fica a grande maioria das atrações de Madrid.

Puerta del Sol: note como a Puerta del Sol tem uma localização central. Geograficamente é o melhor lugar para ficar em Madrid para uma viagem turística. Quanto mais perto da Puerta del Sol mais bem localizado você estará em Madrid. É o centro turístico da cidade.

Outros bairros (fique perto do Metrô): Madrid possui diversos bairros com características distintas entre si. Você pode se hospedar no que mais combina com o seu perfil, fugindo do ambiente turisticão do entorno da Puerta del Sol/Gran Vía.

Metrô: nos bairros mais distantes do Centro Turístico a dica é ficar perto de uma estação do Metrô (melhor se tiver uma linha direta, sem baldeações, para o centro da cidade).

Mapas: para facilitar a sua escolha de onde ficar em Madrid eu criei mapas dos principais bairros da cidade. Nos mapas eu marco as principais atrações, locais de interesse e as estações de Metrô. A Puerta del Sol está sempre marcada com estrela (para você ter uma noção geográfica).

Hotéis nos mapas: nos mapas eu também coloco alguns hotéis com excelente custo-benefício e que são bastante reservados. Ao clicar nos links dos hotéis você pode ver as fotos,  pesquisar os preços, ver as avaliações e reservar. Sempre que possível eu reservo hotéis com nota acima de 8,5. E se for financeiramente viável eu procuro hotéis com notas acima de 9,0.

Dica: para ter uma melhor experiência abra os mapas em outra guia/aba (clique em “Visualizar mapa ampliado” no canto superior direito do mapa). Também é possível compartilhar os mapas.

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Bairro Sol

Dica: para ter uma melhor experiência abra os mapas em outra guia/aba (clique em “Visualizar mapa ampliado” no canto superior direito do mapa). Também é possível compartilhar os mapas.

Puerta del Sol: o bairro Sol compreende mais ou menos o entorno da Puerta del Sol. É o coração de Madrid.

Geograficamente o melhor para uma viagem turística: é a área com o maior fluxo de pessoas, tanto de turistas como de madrilenhos. Nos finais de semana e feriados o movimento aumenta ainda mais (e os hotéis ficam mais caros). A região é movimentada de dia e de noite.

A pé: se hospedando nessa área você conhecerá a pé a grande maioria das atrações. Você usará bem menos o transporte público, economizando tempo e dinheiro.

Atrações próximas: como as atrações ficam numa sequência você consegue montar roteiros a pé indo de atração em atração, como esse roteiro da Puerta del Sol até o Palácio Real, esse roteiro da Gran Vía até o Parque del Retiro e esse roteiro pela Plaza de España, Templo de Debod e Parque del Oeste.

Compras, compras, compras: do entorno da Puerta del Sol até a Gran Vía há uma profusão de lojas. Desde lojinhas de souvenires, passando por inúmeras lojas de marca, até dois El Corte Inglés (enorme loja de departamentos). As Calles (ruas) Preciados e del Carmen, somente para pedestres, formam dois importantes corredores comerciais entre a Puerta del Sol e a Gran Vía.

Gran Vía: é a principal avenida da área central de Madrid. Além de edifícios do início do século XX que são ícones arquitetônicos, a Gran Vía possui muitos cinemas e teatros antigos (por isso ela é chamada de Broadway Madrilenha) e muitas lojas de marca (Zara, H&M, Mango, Sephora, entre outras). A Primark é uma loja enorme que vende roupas bem baratinhas.

Bares, restaurantes e agito noturno: o bairro Sol também possui a maior concentração de bares e restaurantes de Madrid. Na área ficam o Mercado de San Miguel e o Sobrino de Botín, o restaurante mais antigo do mundo (mais dicas sobres os mercados gastronômicos e restaurantes no artigo Onde Comer em Madrid).

Movimento, barulho e preço: como pontos negativos do bairro Sol estão o excesso de pessoas nas ruas (ambiente bem turístico), o barulho (alguns hotéis possuem os quartos voltados para ruas movimentadas; se isso for um problema para você leia as avaliações dos hóspedes para ver se o hotel é barulhento) e o preço mais caro do que em outras regiões (um hotel similar em bairros mais distantes será mais barato). Mas nessa área você encontra vários hostals econômicos (os hostals geralmente ocupam um andar inteiro de um prédio).

Próximo da Puerta del Sol: quanto mais próximo da Puerta del Sol melhor localizado você estará. Uma grande vantagem (além da localização geográfica) é que na Puerta del Sol há uma estação do Metrô (com 3 linhas diferentes) e uma estação do trem regional Cercanias (com duas linhas). Dá para usar o Cercanías para ir até as estações Atocha e Chamartín (da onde partem os trens de alta velocidade; veja Como Comprar Passagens de Trem pela Renfe), até o Aeroporto de Barajas (com baldeação; veja Como Ir do Aeroporto para o Centro de Madrid), e para atrações em cidades vizinhas como o Palacio de Aranjuez e o Monasterio de El Escorial.

O melhor do melhor (triangulação): eu considero o triângulo formado pela Puerta del Sol e pelas estações do Metrô Gran Vía e Callao (ambas na Gran Vía) como o melhor lugar para ficar em Madrid. Nessa triangulação você estará entre a Puerta del Sol e a Gran Vía (melhor trecho da avenida), a menos de 300 metros de 5 estações do Metrô e das principais lojas da região. Nós ficamos bem nessa triangulação, no excelente Hotel Liabeny. Mais opções nessa triangulação: Hotel II Castillas Madrid, Regente Hotel, Hotel Petit Palace Preciados, Hotel Europa, Hostal Go Inn Madrid, Praktik Metropol e New Point Madrid Apartments. Ainda nessa triangulação, só que na Gran Vía (é o melhor trecho da Gran Vía para se hospedar, onde estão as principais lojas de marca): Hostal Jerez, Hotel Petit Palace Cliper-Gran Vía, o icônico Hotel Atlântico e hotéis de rede como Hotel Vincci CapitolHotel Madrid Gran Vía 25 by Meliá e Hyatt Centric Gran Vía.

Hotel Liabeny: nós ficamos no Hotel Liabeny, exatamente no meio dessa triangulação. Na minha opinião é impossível estar melhor localizado em Madrid. É um hotel relativamente grande (para essa região) e com excelente estrutura. Ele fica em um quarteirão tranquilo sem muito barulho (pegamos um quarto no 1º andar voltado para a rua e era silencioso). O hotel é muito agradável, o atendimento e a limpeza muito bons. O café da manhã é excepcional (muito acima do padrão de Madrid e da Espanha). O ambiente do hotel é bem bacana, com um amplo lobby com bar e cafeteria. Eu recomendo fortemente. Preços e reservas: Hotel Liabeny no Booking e Hotel Liabeny no Hoteis.com.

A menos de 200 metros da Puerta del Sol você encontra muitas opções de hospedagem como: Hotel Moderno, Hotel Petit Palace Puerta del Sol, Hotel Petit Palace OperaB&B Hotel Puerta del Sol, Hostal MayorHostal Patria Madrid, Toc Hostel Madrid e Sungate One Hostel.

Mais hotéis no Bairro Sol:

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Madrid de Los Austrias


Madrid Antiga: a região conhecida como Madrid de Los Austrias é uma das áreas que mais conservam as características dos séculos XVI e XVII em Madrid. Ela leva esse nome porque foi a partir do reinado de Felipe II, da Dinastia dos Áustrias (ou Habsburgos) que a área foi ocupada (no século XVI). Foi nessa época que Felipe II transferiu a capital do Império Espanhol de Toledo para Madrid.

Excelente localização: é uma localização excelente para se hospedar em Madrid, entre a Puerta del Sol e a área onde estão o Palacio Real de Madrid e a Catedral de La Almudena. Tudo bem pertinho para circular a pé.

Atrações: além do Palácio e da Catedral, por ali ficam a Ópera de Madrid, a Plaza de la Villa, o Mercado de San Miguel, a Plaza Mayor, o Monasterio de las Descalzas Reales, a Gran Vía e a Puerta del Sol. A Chocolateria San Ginés é famosa pelo churros com chocolate. Também dá para ir a pé até o Templo de Debod e a região boêmia da Cava Baja (em La Latina).

Melhores: entre as melhores opções para se hospedar na Madrid de los Austrias estão o Hotel Francisco I (excelente localização entre a estação Ópera do Metrô e a Puerta del Sol), o The Hat Madrid (pertinho da Plaza Mayor), o Hostal Central Palace Madrid (em frente ao Palacio Real) e o Hostal Met Madrid (perto do Mercado de San Miguel).

Mais hotéis em Madrid de los Austrias:

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Bairro de Las Letras (Huertas)


Literário: o bairro de las Letras é conhecido como o bairro literário de Madrid. Nessa região moravam os grandes nomes do Século de Ouro da Literatura Espanhola (século XVII) como Miguel de Cervantes, Lope de Vega, Tirso de Molina e Francisco de Quevedo, entre outros. Pelas ruas é possível encontrar citações literárias pelas calçadas. No bairro fica a Casa Museo Lope de Vega, uma casa simples do século XVI onde o escritor passou os seus últimos anos (é preciso reservar para visitar).

O bairro: Las Letras é uma área gastronômica e boêmia, repleta de bares e restaurantes. Por suas raízes literárias e artísticas o bairro possui muitas livrarias, além de lojas de antiguidades, decoração e galerias de arte. No comércio do bairro predominam os pequenos comércios.

Plaza de Santa Ana e Calle Huertas: o coração de Las Letras é a Plaza de Santa Ana, cheia de bares com suas terrazas na praça. A Calle Huertas, somente para pedestres, é repleta de lojas e restaurantes e cruza boa parte do bairro. A rua é tão famosa que muita gente chama essa região de Huertas.

Localização: apesar do bairro em si não ter grandes atrações turísticas, a localização é excelente. Las Letras fica entre a Puerta del Sol e a região onde está o Triângulo de Ouro da Arte/Parque del Retiro/Estação Atocha.

Economia: por estar um pouco fora do centrão turístico você encontrará preços um pouco mais baratos do que no entorno da Sol/Gran Vía.

Metrô: um ponto negativo é que o bairro só tem uma estação de Metrô, a Antón Martín. Alguns hotéis chegam a estar 500 metros distantes do Metrô.

O melhor lugar: os arredores da Plaza de Santa Ana é o melhor lugar para ficar em Las Letras. Além de concentrar o agito, a praça fica a 400 metros da Puerta del Sol, a 350 metros do Metrô Antón Martín e perto da Calle Huertas. Nos arredores da praça há boas opções como o Madrid City Rooms, Hotel Miau, Catalonia Las Cortes, ME Madrid Reina Victoria by Meliá e bons hostals como o Hostal Atelier, Hostal Alexis Madrid, Hostal Madrid Star e Hostal Lisboa.

Hotéis Bairro de Las Letras em Madrid:

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Bairro de Chueca


Diversidade: o bairro de Chueca, junto com o vizinho Malasaña, é a área mais descolada e cosmopolita de Madrid. Tudo o que é novidade está em Chueca e Malasaña: na moda, cultura, arte, gastronomia e vida noturna. A comunidade LGBT domina o cenário em Chueca. Por conta disso Chueca é conhecido como o bairro Gay de Madrid (é no bairro que acontece a Parada Gay de Madrid). Mas Chueca é frequentada por todas as tribos.

Vida noturna: Chueca é um dos bairros mais animados de Madrid, com inúmeros bares e baladas. A gastronomia também é famosa com os restaurantes (todos os tipos de culinária) e cafeterias descoladas. Não deixe de ir no mercado gastronômico de San Antón. Uma rua bacana repleta de restaurantes é a Calle San Marcos.

Plaza de Chueca: a praça, com muitos bares e restaurantes, é o coração do bairro. Nela fica a estação Chueca do Metrô. A localização da praça é muito boa: a 400 metros da Gran Vía e a 1 km da Puerta del Sol. Dá para ir caminhando.

Compras: a região possui inúmeras lojas com as últimas tendências. As lojas de grife estão concentradas na Calle Fuencarral, uma rua somente para pedestres que sai da Gran Vía e forma o principal corredor comercial da região de Malasaña e Chueca.

Economia: repleta de hostels descolados o bairro de Chueca é uma boa opção para economizar na hospedagem em Madrid.

O melhor lugar: o melhor lugar para ficar em Chueca é a área entre a Plaza de Chueca, a Gran Vía e a Calle Fuencarral. No meio dessa região fica a Calle de San Marcos e ali pertinho o Mercado de San Antón. Dá para ir a pé até a Puerta del Sol (menos de 1 km) e no Mercado de San Ildefonso e Plaza del Dos de Mayo em Malasaña. Nessa área ficam o Hostal MH Fuencarral (excelente localização na Calle Fuencarral), o Petit Palace Chueca (a poucos passos da Gran Vía), o Vincci The Mint (com terraço com vista para os edifícios da Gran Vía), o Room Mate Oscar e o baratinho Hostel Motion Chueca.

Gay friendly: Chueca possui vários hostels gay friendly como o Room007 Chueca Hostel e o Hostal La Zona.

Museo del Romanticismo: a área do bairro onde está o Museo del Romanticismo fica mais distante do Centro de Madrid. Mas essa área é melhor servida de transporte público, com 3 estações do Metrô nos arredores: Alonso Martínez, Bilbao e Tribunal. Nessa região você estará mais próximo da Plaza del Dos de Mayo, o coração de Malasaña. Nessa área fica uma excelente opção para custo-benefício: o Hotel Eurostars Central.

Mais hotéis em Chueca:

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Bairro de Malasaña


Hipster: Malasaña é o bairro mais hipster de Madrid, com uma grande mistura de estilos que se reflete na intensa vida cultural do bairro. As novidades surgem nas numerosas lojas, galerias, ateliês, cafés e livrarias espalhadas pelas ruas de Malasaña. Foi no bairro que começou a Movida Madrileña, movimento que revolucionou a cultura de Madrid e da Espanha na década de 1970.

Vida noturna: a vida noturna do bairro talvez seja a mais animada de Madrid. Em Malasaña sai o ambiente turístico do bairro Sol e entra a cena local descolada. O bairro possui muitos bares, restaurantes e baladas, para todos os estilos, gostos e bolsos.

Gastronomia: a cena gastronômica também é efervescente. Não deixe de conhecer o Mercado de San Ildefonso, um dos mercados gastronômicos mais bacanas de Madrid.

Plaza del Dos de Mayo: a praça é o coração de Malasaña, repleta de bares e restaurantes. Ela fica a 1,5 km da Puerta del Sol.

Compras: o principal corredor comercial do bairro é a Calle Fuencarral (na divisa com Chueca).

O melhor lugar: eu considero os arredores da estação do Metrô Tribunal como o melhor lugar para ficar em Malasaña. A estação fica na Calle Fuencarral (a do comércio) e conta com boas linhas do Metrô. A partir da estação Tribunal em menos de 300 metros você estará na Plaza del Dos de Mayo e no Mercado de San Ildefonso. Em 700 metros você estará na Gran Vía. O B&B Hotel Fuencarral 52 tem uma localização espetacular: na Fuencarral, perto do Metrô Tribunal e na divisa com Chueca (dá para circular a pé pelas principais áreas tanto de Malasaña quanto de Chueca). Outro super bem localizado é o Apart Hotel Tribunal. Veja também o Hostal Silserranos e o CC Malasaña.

Gran Vía: na área de Malasaña junto à Gran Vía (mais distante da Plaza del Dos de Mayo, porém mais perto da Puerta del Sol) ficam o Petit Palace Triball (quase na esquina da Gran Vía), o Woohoo Hostal Madrid e o Hostal Milan.

Mais hotéis em Malasaña:

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Conde Duque | Princesa | Arguelles | Moncloa


Plaza de España: os bairros Conde Duque e Princesa (que compreende áreas como Arguelles e Moncloa) ficam no entorno da Plaza de España (no lado oposto ao Centro Histórico) e da Gran Vía. Quanto mais distante da Plaza de España e da Gran Vía, menos turístico e mais comercial/residencial vai ficando o ambiente.

Localização: as áreas mais próximas da Gran Vía e da Plaza de España possuem uma excelente localização. Dá para circular a pé por toda a área da Gran Vía, a região do Palácio Real, do Templo de Debod e descer até a Puerta del Sol. Quanto mais distante da Plaza de España, os preços dos hotéis vão caindo e mais distante você estará do Centro Histórico.

Transporte: essa região possui várias estações de Metrô.

Atrações: eu preparei um artigo com um roteiro pelas atrações dessa área. Confira: Plaza de España, Museo Cerralbo, Templo de Debad, Parque del Oeste, La Rosaleda, Teleferico de Madrid, Ermita de San Antonio La Florida e Faro de Moncloa.

Conde Duque: é um bairro pequeno, que fica junto à Gran Vía (no trecho da avenida mais próximo da Plaza de España). O interior do bairro é um pouco mais tranquilo, mas não deixa de ter áreas com bares e restaurantes. Na Gran Vía (na área dos cinemas e teatros antigos) ficam grandes hotéis em prédios antigos e muito bem localizados como o Vincci Vía 66, Dear Hotel Madrid, Senator Gran Vía 70 e dois hotéis Meliá: Hotel Madrid Centro e Hotel Madrid Plaza España. No interior do bairro ficam opções interessantes como o Eric Vokel Boutique Apartments e econômicas como o Pil Pil Hostel Madrid, Hostal Jemasaca e Pension Antonio.

Princesa: a área mais próxima da Plaza de España possui uma boa localização. Pertinho da Gran Vía, do Palácio Real, do Museo Cerralbo e do Templo de Debod. Nessa área ficam o Suítes Viena Plaza de España e hotéis de rede como o Mercure Madrid Plaza de España, e os 5 estrelas Barceló Torre de Madrid e o Meliá Madrid Princesa.

Arguelles: nos arredores do Metrô Arguelles os preços dos hotéis caem um pouco e o ambiente já não é turístico. Por ali estão o Courtyard by Marriott Madrid Princesa, o Hotel T3 Tirol e o Hostal Overnight Madrid.

Moncloa: já mais distante do Centro Turístico os hotéis ficam bem mais baratos. Além de uma estação do Metrô, Moncloa também possui um terminal de ônibus, o Intercambiador de Moncloa (da onde partem os ônibus para Segóvia). Por aqui ficam o econômicos EXE Moncloa e o Hostal Moncloa, boas opções para economizar.

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Bairro La Latina


Madrid antiga: o bairro La Latina é um dos núcleos mais antigos de Madrid. O bairro não passou por grandes revitalizações e nem por um boom imobiliário. Por isso ele conserva uma atmosfera antiga, inclusive com alguns pontos meio decadentes e sujos. O ambiente não é charmoso, mas os bares atraem muitos madrilenhos e turistas.

Boêmio: La Latina é um bairro boêmio, com o epicentro nas calles paralelas Cava Baja e Cava Alta. São inúmeros bares e tabernas que funcionam no estilo tapear de bar em bar. A rua mais boêmia é a Cava Baja, uma das principais ruas de bares em Madrid e com grande movimento todas as noites

Localização: o bairro La Latina tem uma boa localização, não muito distante da Puerta del Sol. Dá para circular a pé pelo centro histórico (Puerta del Sol, Plaza Mayor, Mercado de San Miguel e arredores). Por ali fica a linda Real Basílica de San Francisco El Grande.

Mercado El Rastro: é a maior feira de rua de Madrid, com mais de 3 mil barraquinhas com todos os tipos de quinquilharias. Acontece todos os domingos e feriados das 09:00 às 15:00. A principal rua do Mercado El Rastro é a Calle Embajadores, que divide os bairros La Latina e Lavapiés.

Hospedagem em La Latina: o bairro tem poucas opções de hotéis e pousadas. Seria uma opção para economizar.

O melhor lugar para ficar: é nos arredores do Metrô La Latina, a principal estação do bairro, distante 700 metros da Puerta del Sol. Por ali você estará bem próximo das ruas Cava Baja e Cava Alta, do Mercado de la Cebada, do início do Mercado El Rastro e dá para ir tranquilamente a pé até o Mercado de San Miguel e a Plaza Mayor. Nos arredores do Metrô La Latina ficam duas boas opções: as vizinhas Posada del Dragón Boutique Hotel e a Posada del León Boutique Hotel, ambas na Cava Baja.

Metrô Puerta de Toledo: nos arredores do Metrô Puerta de Toledo, onde o bairro já perde um pouco o perfil antigo, há uma maior concentração de hotéis. Nessa área ficam o bom Hotel Ganivet, o HRC Hotel, o Roisa Suites e o Hostal Rofer.

Veja mais opções de hotéis no bairro La Latina em Madrid.

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Bairro Lavapiés


Multicultural: por ser mais popular e com custo de vida mais baixo, o bairro Lavapiés sempre atraiu muitos imigrantes transformando-se em um bairro multicultural.

Ambiente: o ambiente é mais popular, com alguns pontos decadentes. Por outro lado há uma cena cultural efervescente, com arte urbana, centros culturais e culinária diversificada.

Economia: é um bairro econômico para se hospedar, inclusive com muitos hostels, e ao mesmo tempo próximo do Centro Turístico.

O melhor lugar para ficar: os arredores do Metrô Tirso de Molina é o melhor lugar pra se hospedar em Lavapiés. Ali você estará a 600 metros da Puerta del Sol, a 500 metros da Plaza de Santa Ana (epicentro do Bairro de Las Letras) e a 500 metros da Cava Baja (a rua boêmia de La Latina). Na própria Plaza Tirso de Molina há alguns bares e restaurantes. Nessa área o predomínio é de hostels como o excelente Ok Hostel Madrid, Hola Rooms, THC Tirso de Molina Hostel, Mad Hostel e o Las Musas Hostal.

Plaza de Lavapíes: a praça, onde fica o Metrô Lavapiés, está mais distante do Centro Turístico (1 km da Puerta del Sol). O ambiente é menos turístico, mais residencial e mais barato para ficar. Nessa área fica o bacana Artrip Hotel.

Veja mais hotéis no bairro Lavapiés em Madrid.

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Atocha


Estação Atocha: é a principal estação de trens de Madrid. Na verdade ela é um grande complexo com duas estações de Metrô (Atocha e Atocha Renfe, essa onde partem os trens da Renfe), uma estação do trem regional Cercanías e uma estação da Renfe (trens de alta velocidade para outras cidades como Toledo, Barcelona, Valência e a região da Andaluzia).

Localização: embora um pouco distante do Centro Turístico (um pouco longe para ir a pé), a Estação Atocha fica junto ao Triângulo de Ouro da Arte (o Reina Sofia fica em frente à estação) e perto do Parque del Retiro. Se hospedando ali você terá boa conectividade de Metrô e Cercanias para outras regiões de Madrid.

Hospedagem: na região da Atocha você encontrará muitos hotéis econômicos. Algumas áreas no entorno da estação são decadentes. A dica é ficar no quarteirão em frente à estação e ao lado do Reina Sofia, o melhor lugar da área, onde estão o Hotel Mediodia (excelente custo-benefício), o Sleep’n Atocha, o Hostal Residencia Fernandez e o 60 Balcones Urban Stay. O moderno Only You Hotel Atocha fica do outro lado da estação, com fácil acesso à área da onde partem os trens da Renfe.

Paseo del Arte: o trecho do Paseo del Arte mais próximo da Atocha também é um bom local (em frente ao Real Jardín Botánico e mais próximo do Museo del Prado e do Parque del Retiro). Nessa área estão o NH Madrid Nacional, o Hotel Mora, o Hostal San Blás e o Hotel Paseo del Arte.

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Paseo del Arte / Triângulo de Ouro da Arte


Museus: o Paseo del Arte é a região ao longo da avenida Paseo del Prado, também chamada de Triângulo de Ouro da Arte. Nessa área estão os 3 principais museus de Madrid: Museo del Prado, Reina Sofia e Thyssen-Bornemisza. Além desses há vários outros museus e centros culturais na região. Confira no artigo Guia de Museus em Madrid.

Arte: é um excelente lugar para se hospedar se você deseja mergulhar no mundo da arte.

Localização: o Paseo del Prado é uma avenida larga e bastante arborizada, um ambiente bem diferente da Madrid antiga do Centro Histórico. É uma área bastante agradável, com calçadas largas para caminhar. A localização é muito boa: perto dos museus, da Atocha, do Palacio de Cibeles e do Parque del Retiro. A Puerta del Sol fica a +- 1 km do Museo del Prado. O ponto negativo é que só há estações de Metrô nas pontas da avenida Paseo del Prado: o Metrô Banco de España e o Metrô Atocha. Os hotéis que estão no centro da avenida (próximos do Museo del Prado) ficam a 500 metros ou mais do Metrô mais próximo.

Hotéis: são poucos os hotéis ao longo do Paseo del Prado. Bem em frente ao Museo del Prado fica um hotel cheio de história: o Hotel Palace (agora Westin Palace Hotel). Inaugurado em 1912 o luxuoso hotel era o maior da Europa na época, com 400 quartos. Na inauguração ele trouxe novidades super modernas como telefone e banheiro em todos os quartos. Nos seus salões aconteciam alguns dos mais concorridos bailes do início do século XX, onde a aristocracia de Madrid se reunia. Um verdadeiro ícone. Mais hotéis: ainda próximo do Museo del Prado ficam o NH Collection Madrid Paseo del Prado, o Mercure Madrid Centro, o Radisson Blu Hotel e o econômico B&B Lapepa Chic (ao lado do Thyssen-Bornemisza).

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Bairro de Salamanca


Elite: o bairro de Salamanca é um dos mais refinados de Madrid. Nele há menos turistas e mais madrilenhos. É uma região muito interessante para compras (a Calle Serrano é o reduto das lojas de luxo em Madrid), excelentes restaurantes (até com estrelas Michelin) e vida noturna agitada (e cara). Salamanca também possui muitas galerias de arte e lojas com as últimas tendências mundiais de moda. É o bairro onde você encontrará muitos madrilenhos elegantes e bem arrumados circulando pelas ruas.

Localização. Apesar do Centro Turístico estar distante para ir a pé, o bairro de Salamanca tem uma boa localização: fica perto do Parque del Retiro e do Triângulo de Ouro da Arte. No bairro há algumas atrações como o Museo Arqueológico Nacional e o Museo Lázaro Galdiano. Aqui você estará mais próximo da região onde fica o Estádio Santiago Bernabéu, a estação de Chamartín e o distrito financeiro de Madrid.

O melhor lugar para ficar para curtir a essência de Salamanca (Milla de Oro): o epicentro de Salamanca é a região da Calle Serrano entre a Plaza de Colón e a unidade do El Corte Inglés do bairro. Essa área da Calle Serrano e ruas no entorno é conhecida como Milla de Oro e reúne a maior quantidade de lojas de luxo de Madrid.

Atrações: nessa área de Salamanca passa a avenida Paseo de Castellana, uma das principais de Madrid. Nos arredores da Plaza de Colón fica o Museo Arqueológico Nacional (localizado no lindo prédio da Biblioteca Nacional; é o principal museu de arqueologia da Espanha), o Museo de Cera de Madrid (bem fraco), o Hard Rock Cafe Madrid e o Platea (um mercado gastronômico muito bacana que eu comento no artigo Onde Comer em Madrid). Dois museus bacanas que não ficam muito distantes é o Museo Sorolla e o Museo Lázaro Galdino, ambos palacetes-museus (veja o artigo Guia de Museus em Madrid).

Hotéis: para economizar na região da Milla de Oro veja o Hostel Residencia Don Diego. Para não gastar tanto veja o NH Collection Madrid Colón, o Petit Palace President Castellana, o Hotel Serrano by Silken e o Tótem Madrid. Nessa área há vários hotéis luxuosos 5 estrelas como o Hotel Único Madrid, o Hotel Villa Magna e o Gran Meliá Fenix.

O melhor lugar para ficar em uma viagem turística (perto do Parque del Retiro): a região de Salamanca ao longo da Calle de Alcalá possui uma melhor localização geográfica para as principais atrações turísticas de Madrid. Nessa região fica a principal entrada do Parque del Retiro, a Puerta de Alcalá e o Palacio de Cibeles. A caminhada até a Puerta del Sol é de 1 km ou um pouco mais. No entorno da estação Recoletos do Cercanías ficam o VP Jardin de Recoletos, o One Shot Recoletos 04 e o Apart-Hotel Serrano Recoletos. O Hotel Wellington Madrid fica próximo da estação Retiro do Metrô. O Hotel H10 Puerta de Alcalá fica próximo da estação Príncipe de Vergara do Metrô.

Veja mais hotéis no bairro de Salamanca em Madrid.

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Bairro de Chamberí

Menos turístico: Chamberí é um grande distrito que abriga vários bairros. É uma área sem grandes atrações turísticas, com um ambiente mais residencial e comercial. Com o Metrô, são muitas as estações no bairro, dá para chegar em poucos minutos na maioria das atrações de Madrid.

Economia: por ser uma área com menos apelo turístico a grande vantagem de Chamberí são os preços mais baratos dos hotéis. Nessa região você consegue encontrar hotéis BBB (bom, bonito e barato). A dica é ficar em um hotel próximo de uma estação do Metrô.

Mapa: eu não fiz um mapa de Chamberí porque o bairro é enorme e sem grandes atrações. Para ver a localização dos hotéis clique no mapa do Booking.

Confira alguns hotéis em Chamberí: Gran Versalhes, NH Madrid Zurbano, Leonardo Hotel Madrid City Center, Agora Juan de Austria, NH Collection Madrid Abascal, Leonardo Boutique Hotel e Hotel Trafalgar.

Veja mais hotéis em Chamberí em Madrid.

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Paseo de Castellana e Distrito Financeiro


Negócios: essa é uma região mais voltada para negócios, com prédios comerciais altos e modernos, contrastando com a Madrid antiga do Centro Turístico. A maioria dos hotéis tem o perfil voltado para o turismo de negócios, mas muitos turistas também ficam por aqui.

Vale a pena se hospedar aqui para turismo? Tem vantagens e desvantagens. Geograficamente você estará distante da maioria das atrações, mas com o Metrô ou Cercanías você consegue chegar rapidamente no Centro Turístico (entre 6 a 30 minutos dependendo da estação). Nessa área você estará mais perto da estação Chamartín (da onde partem os trens para Segóvia e Ávila), da Feria de Madrid (IFEMA), do Aeroporto de Barajas e do Bairro de Salamanca.

Atrações: a principal atração dessa região é o Estádio Santiago Bernabéu (veja os artigos Tour Santiago Bernabéu e Real Madrid: Como Comprar Ingresso e Assistir Jogo no Estádio). Alguns museus estão próximos: Sorolla, Lázaro Galdiano, Ciencias Naturales e Arqueológico Nacional. A Paseo de Castellana é uma avenida bem larga que corta toda essa área.

Hotéis: nessa região há hotéis maiores e modernos, voltados para o turismo de negócios, muitas vezes por preços mais baratos do que os hotéis mais antigos e compactos do Centro Histórico. Pela região há muitas lojas, bares, restaurantes, shoppings e um enorme El Corte Inglés.

Ambiente: o ambiente é completamente diferente do Centro Histórico e Turístico. Aqui as avenidas são largas, as construções ficam mais espaçadas, e quanto mais próximo da Plaza de Castilla mais alto e modernos são os prédios.

Dica: se você resolver ficar por aqui a dica é pegar um hotel perto de uma boa estação do Metrô e/ou do Cercanías.

Nuevos Ministerios: os arredores da estação Nuevos Ministerios é o melhor lugar geográfico para uma viagem turística. A estação tem linhas do Metrô e do Cercanías. As linhas do Cercanías na Nuevos Ministerios são excelentes: dá para ir sem baldeação até a Puerta del Sol (em 6 minutos com o Cercanías; os trens são bastante frequentes), Atocha, Chamartín, Aeroporto (no Terminal T4), Aranjuez e El Escorial. Ao lado da estação fica um El Corte Inglés. O Santiago Bernabéu fica a 800 metros. A notícia ruim é que são poucas as opções de hospedagem por ali. Veja o Siesta & Go, o Espahotel Plaza Basílica, o NYX Madrid, o Village Residencial Don Quijote e o Hostal Boutique Suites Betancourt.

Santiago Bernabéu: nos arredores do Estádio Santiago Bernabéu (e do Metrô Santiago Bernabéu) ficam o Holiday Inn Madrid Bernabéu, o AC Hotel Aitana Marriott e o H10 Tribeca.

Plaza de Castilla: a praça é o coração do moderno Distrito Financeiro de Madrid. Junto dela ficam as emblemáticas Torres Kio (ou Puerta Europa), duas torres inclinadas (15º de inclinação) com 114 metros de altura. Na praça fica uma estação do Metrô com 3 linhas (uma delas é a Linha 1 que também passa na Puerta del Sol, Chamartín e Atocha). A conectividade é excelente. De Metrô são 22 minutos até a Sol. Por aqui ficam dois hotéis com excelente custo-benefício: Hotel EXE Plaza e o Hotel Vía Castellana. É uma área ótima para economizar, com muitos restaurantes e supermercados no entorno.

Chamartín: nos arredores da estação Chamartín (que está muito perto da Plaza de Castilla) ficam o Hotel Weare Chamartín (na própria estação), o Tryp Madrid Chamartín e o Barceló Imagine. Chamartín possui Metrô e Cercanías sem baldeação até a Puerta del Sol e Atocha. De Cercanías são 10 minutos até a Sol.

Cuatro Torres: o Cuatro Torres Business Area é um complexo financeiro que se destaca pelos quatro arranha-céus com mais de 200 metros de altura. Na Torre SyV, de 235 metros, fica o Eurostars Madrid Towers.

Veja mais opções de hotéis no Distrito Financeiro de Madrid.

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Aeroporto de Barajas e Feria de Madrid (IFEMA)


Pernoite ou eventos: nessa área só vale a pena se hospedar para pernoite próximo ao Aeroporto de Madrid (Barajas) ou para eventos na Feria de Madrid. Não compensa ficar nessa área para turismo. É muito distante do Centro Turístico.

Transfer gratuito para o Aeroporto: a maioria dos hotéis dessa região oferecem transfer gratuito para o Aeroporto e alguns também para a Feria/IFEMA. Pelos comentários dos hóspedes no Booking dá para ter uma noção se o sistema de transfer do hotel é eficiente.

Eu dividi essa região em duas áreas:

  • Áreas atendidas pela Linha 8 do Metrô
  • Áreas atendidas pela Linha 5 do Metrô
Áreas atendidas pela Linha 8 do Metrô

A linha 8 do Metrô tem 4 estações na região: Estação Terminal T4 do Aeroporto, Estação Barajas (na cidadezinha de Barajas; fica entre as duas estações do aeroporto), Estação T1, T2 e T3 do Aeroporto e a Estação Feria de Madrid. Para ir dessas estações até a região central de Madrid tem que pagar um suplemento no preço (ticket mais caro). Para circular entre essas estações não há o suplemento. Há transporte gratuito de ônibus entre os terminais do aeroporto. Veja mais detalhes no artigo Como Ir do Aeroporto para o Centro de Madrid.

Estação Cercanías Aeroporto: a única estação do Cercanías no aeroporto fica no Terminal T4. O trajeto é rápido e barato até a região central de Madrid (tem que fazer baldeação na Nuevo Ministerios), mas a frequência de trens não é tão boa (a cada mais ou menos 30 minutos).

Aeroporto de Barajas Terminais T1, T2, T3: esses três terminais ficam no mesmo complexo, no entorno da cidadezinha de Barajas. Há uma estação do Metrô no Aeroporto e outra na cidadezinha de Barajas, ambas da Linha 8. Os hotéis dessa área ficam na cidadezinha de Barajas. Alguns hotéis ficam bem próximos dos terminais T1, T2 e T3 (dá para ir caminhando) e outros ficam no Centro Histórico de Barajas (mais próximo da estação do Metrô na cidadezinha). Há hotéis de rede como o Ibis Madrid Aeropuerto Barajas, o taCH Madrid Airport, o Tryp Madrid Alameda Aeropuerto e o Clement Barajas, hotéis mais simples e econômicos como o Hotel Don Luis e o Hotel Barajas Plaza e opções baratinhas como o Hostal Viky e o Hostal Aeropuerto.

Aeroporto de Barajas Terminal T4: no terminal fica o Air Rooms Madrid Airport. No terminal há uma Estação da Linha 8 do Metrô e uma do Cercanías.

Feria de Madrid (IFEMA): é o principal local para feiras, eventos, congressos e encontros empresariais de Madrid. Há uma estação da Linha 8 do Metrô chamada de Estação Feria de Madrid (ou Campo de las Naciones). São poucos os hotéis no entorno. Veja o Novotel Campo de Las Naciones e o Pulmann Madrid Airport & Feria.

Áreas atendidas pela Linha 5 do Metrô

Linha 5 Metrô: na região do Parque El Capricho e do Centro Comercial Plenilunio ficam 3 estações da Linha 5 do Metrô (Alameda de Osuna, El Capricho e Canillejas). A Linha 5 não vai até o Aeroporto e nem até a Feria de Madrid. Você terá que usar o transfer dos hotéis (ou táxi). Por outro lado a Linha 5 vai até algumas estações do Centro Turístico (como Gran Vía, Callao e Ópera) sem baldeação e sem a necessidade do suplemento no preço, mas o trajeto leva mais de 30 minutos.

Estação Cercanías San Fernando: também localizada nessa área, as linhas do Cercanías dessa estação passam na Atocha (para ir na Sol tem que fazer baldeação na Atocha), mas não passam no Aeroporto.

Entre os atrativos dessa área estão o Parque de El Capricho (um dos mais lindos de Madrid) e o Centro Comercial Plenilunio (um enorme shopping com muitas lojas, cinemas e restaurantes). O shopping é uma boa opção (e uma das únicas) de entretenimento e gastronomia nessa área. O Estádio Wanda Metropolitano, do Atlético de Madrid, fica bem próximo dessa região.

El Capricho: nos arredores do Parque de El Capricho e do Metrô El Capricho ficam o Hotel Maydrit e o NH Barajas Airport.

Plenilunio: nos arredores do Shopping Plenilunio ficam o Axor Feria, o Axor Barajas e o econômico Apart Hotel Compostela Suites.

Alameda de Osuna: nos arredores da estação Alameda de Osuna ficam o Senator Barajas e o Sercotel Madrid Aeropuerto.

Canillejas: nos arredores da estação Canillejas do Metrô ficam o Hotel Osuna Feria Madrid, o Escala Suites e o Sercotel Alcalá 611. Ali perto fica uma unidade do El Corte Inglés.

San Fernando: nos arredores da estação San Fernando do Cercanías ficam o Crowne Plaza Madrid Airport, o B&B Hotel Madrid Airport, o SHS Hotel Aeropuerto e o Tryp Madrid Airport Suítes.

Veja mais hotéis próximos ao Aeroporto de Barajas em Madrid.

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Onde ficar em Toledo, Segóvia e Ávila

Cidades medievais: Toledo, Segóvia e Ávila são as principais cidades medievais no entorno de Madrid. A maioria dos turistas fazem bate-voltas para essas cidades, mas eu garanto que vale muito a pena dormir nelas.

Atrações: são muitas as atrações, principalmente em Toledo e Segóvia. Um dia é muito pouco para essas cidades. Em Toledo nós ficamos por 3 noites para poder conhecer todas as atrações.

Sensacional: caminhar à noite pelo Centro Histórico Medieval dessas cidades é sensacional.

Economia: ao se hospedar nessas cidades você irá economizar. Os hotéis, restaurantes e as atrações são mais baratos do que em Madrid.

Toledo: o melhor lugar para ficar em Toledo é nos arredores da Plaza de Zocodover, a principal do Centro Histórico Medieval. Nós ficamos por ali, no excelente Hotel Carlos V, um dos principais de Toledo. Ainda nos arredores da Plaza de Zocodover (todos com excelente localização): Hotel Sercotel Alfonso VI, Hotel Domus ToledoHostal Centro, Apartamentos Alarife e Oasis Backpacker’s Toledo. Veja mais dicas de Toledo no artigo:

Segóvia: o melhor lugar para ficar em Segóvia é nos arredores da Plaza Mayor, a principal do Casco Histórico Medieval. Nós ficamos por ali, no Hotel Infanta Isabel (o nosso quarto era de frente para a Plaza Mayor e para a Catedral). Ainda nos arredores da Plaza Mayor (todos com excelente localização): Hotel Real SegóviaHotel Condes de CastillaHostal Fornos. Essa região possui ainda alguns hotéis incríveis como o Hotel Spa La Casa Mudejar, EXE Casa de los Linares e Hotel Eurostars Convento Capuchinos. Veja mais dicas de Segóvia no artigo:

Ávila: o melhor lugar para ficar em Ávila é nos arredores da Catedral de Ávila. Nós ficamos por ali, no incrível Hotel Palacio de Los Veladas (um lindo palácio do Século XVI, dentro do Centro Histórico Medieval e em frente à Catedral de Ávila). Quase ao lado e no mesmo estilo veja o Hotel Palacio Valderrabanos (esse mais antigo, do século XIV). Ainda dentro do Centro Histórico Medieval (todos com excelente localização): Hotel las Moradas, Hostal Alcántara e Le Vintage. Fora do Centro Histórico Medieval (mas com excelente localização): Hostal Puerta del Alcázar e Hostal Doña Juana. Veja mais dicas de Ávila no artigo:

Voltar ao menu: Onde Ficar em Madrid

Dúvidas sobre onde ficar em Madrid

Você tem alguma dúvida sobre onde se hospedar em Madrid? Deixe um comentário no final do artigo 🙂

Dicas Madrid Espanha

Dezenas de artigos: eu preparei dezenas de artigos que vão te ajudar na organização da sua viagem por Madrid e região. Confira:

Facilitando a sua vida

  • Seguro Viagem Obrigatório Europa: Como Funciona o Tratado de Schengen. Dicas para contratar o Seguro Obrigatório por um bom preço. Veja também como funciona o Tratado de Schengen, a área de livre circulação pela Europa (visto, documentos obrigatórios, tempo de permanência, lista dos países, etc).
  • Chip Celular Europa: veja como comprar e receber no Brasil (no seu endereço) um chip de celular para você ficar conectado na sua viagem pela Europa. Você poderá usar redes sociais (WhatsApp, Instagram, Facebook), pesquisar atrações e restaurantes, acessar emails, usar aplicativos (como Waze, Google Maps e Internet Banking) e pedir um Uber.
  • Aluguel de Carros Passo a Passo: um artigo completo para você alugar um carro contratando todos os seguros essenciais e evitando cair nas pegadinhas das locadoras. Veja como alugar um carro no exterior pagando em Reais, sem IOF e em até 12x no cartão.

Pontos turísticos e atrações em Madrid

Nos arredores de Madrid

Organize a sua viagem para Madrid

Dicas práticas e econômicas para a sua viagem

Cupom Desconto Viagens e Turismo

  • Cupons desconto de hotéis, seguro viagem, chip internacional, parques, etc.
  • Cupons de empresas como Hoteis.com, Easysim4u, Allianz Mondial Assistance, Seguros Promo, Real Seguro Viagem, Travel Mobile, ClickBus, parques Xcaret, entre outras.
  • Confira o artigo que reúne todos os cupons de desconto divulgados no Dicas Onde Ficar:
  • Cupom Desconto Viagem e Turismo

Vantagens do Hoteis.com

  • Hotéis em 12x sem juros: pague os hotéis no Brasil e no exterior em 12x sem juros no cartão de crédito.
  • Em Reais no Exterior: pague os hotéis no exterior em Reais sem IOF e sem a variação cambial.
  • Mais vantagens Hoteis.com: cupom desconto, programa de recompensas, cancelamento grátis, etc.
  • Confira todas as dicas no artigo: Hoteis.com Vale a Pena?

2 Comentários


  1. Oi bom dia!

    O seu site é ótimo! Estou adorando ler as dicas!

    Você tem uma empresa para indicar que faça transfer do aeroporto até o bairro Salamanca?

    Será para 4 adultos e duas crianças

    Responder

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *