Onde ficar no Rio de Janeiro: melhores bairros, hotéis e pousadas

Arena Ipanema Hotel - Onde Ficar no Rio de Janeiro
O Arena Ipanema Hotel  fica no canto esquerdo de Ipanema, junto ao Arpoador, um dos melhores lugares para se hospedar no Rio de Janeiro. Fica próximo do Metrô e dá para circular a pé pelas melhores áreas dos bairros de Ipanema e Copacabana

Melhores bairros para ficar no Rio de Janeiro:

  • Copacabana, Ipanema, Leblon e Leme (Zona Sul): são as praias mais famosas e badaladas da cidade, localizadas na área mais turística e uma das mais seguras para se hospedar no Rio de Janeiro. Essa região conta com várias estações do Metrô e é o maior polo hoteleiro da cidade.
  • Botafogo, Flamengo, Catete e Glória (Zona Sul): são bairros com hotéis econômicos e que possuem uma excelente localização entre Copacabana e o Centro. As várias estações do Metrô dão praticidade para se deslocar pela cidade. Ficam próximos do Aeroporto Santos Dumont, do Pão de Açúcar e do Cristo Redentor.
  • Centro, Lapa e Porto Maravilha (Zona Central): é a região com hotéis mais baratos para se hospedar no Rio de Janeiro, com muitas atrações históricas e culturais e que alterna áreas com grande movimento durante o dia (como o Centro) e áreas com vida noturna intensa (como a boêmia Lapa). É uma região menos segura e mais decadente, mas que está passando por um processo de revitalização principalmente na região portuária (Porto Maravilha). Essa área tem estações do Metrô, linhas do VLT e por aqui ficam o Aeroporto Santos Dumont e a Rodoviária do Rio.
  • Santa Teresa (Zona Central): bairro boêmio, com boa gastronomia e onde estão localizadas as melhores pousadas, guest houses e hotéis boutiques do Rio de Janeiro, que proporcionam uma vista incrível do alto do morro.
  • Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Parque Olímpico/Riocentro (Zona Oeste): é uma região nobre, moderna e segura, com avenidas largas e extensas e muitos hotéis novos e modernos. Possui lindas praias, excelente estrutura e recebe muitos shows, competições esportivas e eventos (como o Rock in Rio). Fica bem distante das Zonas Sul e Central (onde estão as atrações mais famosas da cidade).

E qual é o melhor lugar para ficar no Rio de Janeiro?

Se é a sua primeira viagem ao Rio de Janeiro o melhor lugar para se hospedar, na minha opinião, é a região de Copacabana e Ipanema. É a área mais turística e com a melhor estrutura da cidade.

Outra vantagem é que Copacabana e Ipanema possuem estações do Metrô e uma localização geográfica central (entre a Zona Central e a Zona Oeste) o que facilita o deslocamento por toda a área turística do Rio.

Se você já conhece Copacabana e Ipanema você pode se hospedar em outros bairros de acordo com o seu perfil e o perfil da sua viagem (praia, história, cultura, natureza, show, evento).

Fique atento à escolha de onde ficar no Rio de Janeiro porque a cidade é muito ampla, possui regiões com características completamente diferentes e o deslocamento entre os bairros e atrações pode levar muito tempo (o trânsito é intenso). Por isso o ideal é primeiro ter uma boa ideia do roteiro (e do objetivo da viagem) para depois definir onde se hospedar.

Se você tem uma boa quantidade de dias, não é uma má ideia dividir a hospedagem em regiões diferentes da cidade. Assim você ganha tempo nos deslocamentos e conhece mais profundamente diferentes áreas.

Veja abaixo a descrição dos principais bairros para se hospedar no Rio de Janeiro, além de dicas de hotéis, hostels, guest houses e apartamentos para alugar indicados bairro por bairro.

Mapa dos bairros para se hospedar no Rio de Janeiro

  • Em azul: bairros da Zona Sul.
  • Em amarelo: bairros da Zona Central
  • Em verde: bairros da Zona Oeste
  • Em vermelho: bairros da Zona Norte
  • Estrelas: principais pontos turísticos e de interesse.

Zona Sul do Rio de Janeiro

Onde ficar em Copacabana (Zona Sul):

Copacabana é a praia mais famosa e que concentra a maior estrutura hoteleira do Rio. O bairro tem desde hostels baratos até hotéis luxuosíssimos, além de excelente estrutura turística com muitos bares, restaurantes, comércio em geral e três estações do Metrô.

O ambiente em Copacabana é de cidade grande e por isso o bairro é menos charmoso do que a vizinha Ipanema.

Copacabana tem uma larga avenida beira-mar, a Avenida Atlântica, que é a área mais valorizada, cara e onde estão os melhores hotéis. No interior do bairro ficam a Avenida Nossa Senhora de Copacabana e a Rua Barata Ribeiro, que formam uma área mais comercial, feiosa, mais próxima das estações do Metrô e mais barata para se hospedar.

A praia é extensa, tem faixa de areia larga, barracas para atender os banhistas e é palco de muitos shows, eventos e de um dos maiores réveillons do mundo. O famoso calçadão tem quiosques e ciclovia.

Copacabana é uma área segura, mas assim como nas demais regiões do Rio de Janeiro, deve-se evitar exibir objetos de valor ao caminhar pelas ruas.

As melhores áreas para se hospedar em Copacabana são as duas pontas do bairro (na divisa com Ipanema e com o Leme).

Copacabana: hotéis mais próximos de Ipanema (Postos 5 e 6)

É a minha região preferida já que aqui os bairros de Copacabana e de Ipanema se conectam e fica mais fácil de circular pelas duas praias.

É o trecho de praia em Copacabana com a faixa de areia mais estreita e com o mar mais calmo, bom para atividades aquáticas como sup. No canto direito da praia fica o Forte de Copacabana.

Essa região tem duas estações do Metrô: Cantagalo (em Copacabana) e General Osório (em Ipanema).

⦾⦾⦾⦾⦾ Espetacular:

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

$$$ Muito Barato (leia as avaliações antes de reservar):

Copacabana: hotéis na região central da orla (Postos 3 e 4)

É uma região com muitas opções de hospedagem econômica que estão concentradas nos arredores da estação do Metrô Siqueira Campos (no interior do bairro, distante 500 metros da orla). Ao lado da estação fica o Shopping Cidade Copacabana.

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Copacabana: hotéis mais próximos do Leme (Posto 2)

Nessa região você estará mais próximo da Praia do Leme (continuação de Copacabana) e da Zona Central do Rio. A estação do Metrô Cardeal Arcoverde fica nessa área.

O Belmond Copacabana Palace, um dos maiores ícones da hotelaria brasileira, fica aqui. A Praça do Lido é um dos três pontos da cidade da onde partem vans oficiais para o Cristo Redentor.

⦾⦾⦾⦾⦾ Espetacular:

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Mais opções:

Onde ficar no Leme (Zona Sul):

A Praia do Leme é continuação de Copacabana, no canto esquerdo da orla. É uma área um pouco mais residencial, compacta e com menos opções de hotéis. O ambiente é mais tranquilo já que o bairro não é de passagem e tem trânsito somente local.

Ao se hospedar no Leme você estará mais próximo do Centro do Rio. O bairro tem boa estrutura de comércio e serviços (fica pertinho do Shopping Rio Sul), além de muitos bares e restaurantes, mas não tem estação do Metrô.

A praia é similar à de Copacabana com calçadão, quiosques, barracas, faixa de areia larga e bastante movimento de banhistas, mas com uma frequência um pouco mais familiar.

A favela Morro da Babilônia, que proporciona lindas vistas no alto do morro, possui várias pousadas e hostels.

Onde ficar em Ipanema (Zona Sul):

Ipanema é menor, mais elegante, sofisticada e mais gostosa para circular a pé do que Copacabana. Ipanema e o vizinho Leblon (continuação de Ipanema) formam a área mais nobre do Rio de Janeiro.

O bairro tem excelente estrutura comercial, gastronômica e de hospedagem, com lojas descoladas, bares badalados, bons restaurantes e hotéis de todas as categorias. A localização é excelente (entre Copacabana, Leblon e a Lagoa Rodrigo de Freitas). Ipanema tem duas estações do Metrô.

A praia tem faixa de areia mais estreita e ondas mais fortes do que Copacabana. A orla tem uma avenida beira-mar mais estreita e um calçadão também mais estreito. Há quiosques no calçadão e barracas na praia para atender os banhistas. No canto esquerdo, mais próximo de Copacabana, fica o Arpoador.

Ipanema: hotéis mais próximos de Copacabana (Postos 7 e 8)

É a área do bairro de Ipanema que se conecta com Copacabana, facilitando a circulação entre os dois bairros. Nesse canto da Praia de Ipanema ficam a Praia e a Pedra do Arpoador.

A estação do Metrô General Osório fica nessa região.

⦾⦾⦾⦾⦾ Espetacular:

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Ipanema: hotéis mais próximos do Leblon (Postos 9 e 10)

É a região central do bairro de Ipanema, a mais refinada, com excelente estrutura comercial. Aqui ficam as estações do Metrô Nossa Senhora da Paz (em Ipanema) e Jardim de Alah (no Leblon).

Nessa área você encontra várias opções de hostels animados.

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Mais opções:

Onde ficar no Leblon (Zona Sul):

A Praia do Leblon é continuação de Ipanema e possui um ambiente ainda mais refinado (é o bairro com o m² mais caro do Brasil).

O Leblon tem uma excepcional estrutura comercial e gastronômica, com muitas lojas, cafés, bares animados e restaurantes renomados, com destaque para a boêmia Rua Dias Ferreira.

Ao lado do Jardim de Alah (que faz a divisa com Ipanema), fica o Shopping Leblon, o maior do bairro. Já o Rio Design Leblon é um shopping pequeno e refinado, com lojas descoladas e excelentes restaurantes.

São poucas opções de hotéis no Leblon (a oferta de apartamentos para alugar é bem maior) e por isso o bairro tem menos turistas e mais moradores circulando pelas ruas.

Pelo canto direito do bairro (oposto ao de Ipanema) fica o acesso para o Vidigal, São Conrado e para a Zona Oeste. O Leblon tem duas estações do Metrô: Jardim de Alah e Antero de Quintal.

Hotéis no Leblon – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Mais opções:

Onde ficar no Vidigal (Zona Sul):

O Vidigal ocupa um morro entre o Leblon e São Conrado e tem uma das vistas mais espetaculares do Rio de Janeiro. A Avenida Niemeyer contorna a encosta e possui algumas opções de hospedagem com destaque para o Sheraton Grand Rio Hotel & Resort, um dos maiores e mais famosos hotéis do Rio.

Mas o destaque recente do turismo na região fica por conta da Favela do Vidigal, subindo o morro, que após a pacificação passa por um boom turístico.

Localizada entre áreas nobres e famosa pela incrível vista, a favela agora possui hostels, pousadas e guest houses (a maioria com vistas inesquecíveis).

A Praia do Vidigal é ocupada pelo Sheraton, mas o acesso é livre para não hóspedes do hotel.

Hotéis no Vidigal – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Mais opções:

Onde ficar em São Conrado (Zona Sul):

São Conrado é um dos bairros mais nobres do Rio de Janeiro, localizado entre as praias mais badaladas da Zona Sul (Ipanema e Copacabana) e a Barra da Tijuca (Zona Oeste).

No bairro fica a linda Praia de São Conrado, o Shopping São Conrado Fashion Mall e o Gávea Golf and Country Club, além da estação do Metrô São Conrado.

A paisagem no entorno é belíssima, com destaque para a Pedra da Gávea (confira: trilha guiada até a Pedra da Gávea) e a Pedra Bonita (confira: trilha guiada até a Pedra Bonita).

O Clube São Conrado de Voo Livre organiza voos duplos de asa delta com decolagem na rampa de Pedra Bonita e aterrissagem na Praia do Pepino (como é conhecido o canto direito da Praia de São Conrado). Confira: Voo Duplo de Asa Delta.

Ao lado de São Conrado fica a Favela da Rocinha, a maior e mais famosa favela do Brasil. Confira: Tour Guiado na Favela da Rocinha.

São Conrado tem poucas opções de hotéis, além de algumas guest houses.

Hotéis em São Conrado – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾⦾ Espetacular:

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Mais opções:

Onde ficar em Botafogo (Zona Sul):

O bairro de Botafogo (assim como os vizinhos Flamengo, Catete e Glória) é uma excelente opção para economizar, já que você encontra vários hotéis e hostels econômicos e/ou descolados em uma localização estratégica entre as praias mais famosas (Copacabana e Ipanema) e a Zona Central do Rio.

A vantagem de Botafogo (em relação ao Flamengo, Catete e Glória) é o ambiente mais descolado, boêmio e a excelente estrutura de comércio, serviços, restaurantes e bares. Botafogo também possui teatros, museus e dois shoppings, o Rio Sul e o Botafogo Praia Shopping. A Praia de Botafogo não é própria para banhos, mas tem uma vista espetacular da Baía da Guanabara e do Pão de Açúcar.

Em Botafogo você estará muito perto da estação base do Bondinho do Pão de Açúcar (ticket antecipado).

A melhor localização para se hospedar é nos arredores da estação do Metrô Botafogo, a única do bairro. O Metrô facilita o deslocamento pelas principais áreas turísticas da cidade.

Onde ficar no Flamengo, no Catete e na Glória (Zona Sul):

Assim como Botafogo, os bairros do Flamengo, do Catete e da Glória ficam na passagem entre as praias badaladas da Zona Sul e a Zona Central, mas estão mais próximos do Centro do Rio.

São bairros com várias opções de hotéis econômicos para se hospedar, com boa estrutura comercial e de serviços e com quatro estações do Metrô: Flamengo, Largo do Machado, Catete e Glória.

Toda a orla desses bairros é ocupada pelo Aterro do Flamengo, um parque com boa estrutura de lazer e com uma praia de águas calmas (mas poluídas) na Baía de Guanabara. Principalmente no Catete há vários palacetes históricos.

Nessa região você estará bem próximo da boêmia Lapa, do Aeroporto Santos Dumont e da estação base do Trem do Corcovado (ticket antecipado) para subir até o Cristo Redentor. Caso opte para subir até o Cristo com as vans oficiais o Largo do Machado é um dos pontos de partida.

Hotéis no Flamengo, no Catete e na Glória – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Mais opções:

Onde ficar em Laranjeiras (Zona Sul):

Laranjeiras é um charmoso e agradável bairro localizado aos pés do Morro do Corcovado, entre o morro e os bairros do Flamengo e do Catete. Fica bem próximo da estação base do Trem do Corcovado (ticket antecipado).

É uma área nobre desde a época do Rio Antigo, com um ambiente residencial e boa estrutura comercial que se misturam às muitas construções históricas como o Palácio Guanabara (sede do Governo do Rio de Janeiro) e o Palácio das Laranjeiras (residencial oficial do governador). O bairro também é famoso pelos bares e feiras de rua.

Tecnicamente Laranjeiras não possui Metrô, mas a área do bairro que fica na divisa com o Flamengo e com o Catete fica ao lado da estação do Metrô Largo do Machado. Nesse ponto, a poucos passos do Metrô e no melhor lugar para se hospedar em Laranjeiras, fica o excelente Villa 25 Hostel & Suítes.

Hotéis em Laranjeiras – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

Mais opções:

Zona Central do Rio de Janeiro

Onde ficar no Centro (Zona Central):

O Centro do Rio de Janeiro (um dos bairros da Zona Central) é um bairro histórico, financeiro e comercial, além de ser o local com a maior concentração de atrações históricas, religiosas e culturais como a Catedral Metropolitana, o Theatro Municipal, o Museu Nacional de Belas Artes, a Confeitaria Colombo, o Real Gabinete Português de Leitura, entre muitos outras.

Nos arredores do Centro ficam o Estádio do Maracanã, o estádio de futebol mais famoso do Brasil, e o Sambódromo da Marquês de Sapucaí, onde as escolas de samba desfilam no Carnaval.

A Zona Central permaneceu por muito tempo uma área decadente, mas nos últimos anos (principalmente após as Olimpíadas de 2016) algumas áreas estão passando por um processo de revitalização, principalmente a região portuária que foi rebatizada de Porto Maravilha.

A chegada do VLT Carioca também está ajudando a transformar a região. As 3 linhas facilitam o deslocamento por boa parte da Zona Central.

A rede de transporte público é a melhor do Rio. Na Zona Central ficam várias estações do Metrô, o VLT Carioca, o Aeroporto Santos Dumont, o Píer Mauá (terminal de embarque e desembarque de cruzeiros), a Rodoviária do Rio, a Estação de Trens Central do Brasil (trens para o subúrbio da cidade) e a Estação da Praça XV (barcas para Niterói, Ilha do Governador e Paquetá). Entre as áreas turísticas do Rio a Zona Central é a que fica mais próxima do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão).

O Centro é local que concentra os hotéis mais baratos para se hospedar no Rio de Janeiro, bastante procurados pelos turistas de negócios, mas também por viajantes que desejam economizar. É uma área com muito movimento durante o dia (devido ao comércio e aos escritórios) e mais vazia à noite. Não é recomendado caminhar pelas ruas à noite.

A melhor área para ficar no Centro do Rio é no entorno das estações do Metrô Cinelândia e Carioca. Nessa área fica o Hotel Atlântico Business Centro, que tem um bom custo-benefício.

Onde ficar na Lapa (Zona Central):

A Lapa é o bairro mais boêmio do Rio de Janeiro, com intensa e variada vida noturna (todos os dias e para todos os gostos, estilos e bolsos).

Localizada junto ao Centro a Lapa possui algumas atrações históricas e culturais como o Aqueduto da Carioca (Arcos da Lapa) e a Escadaria Selarón. Entre os points noturnos famosos estão a Fundição Progresso, o Circo Voador e o Rio Scenarium, mas o grande chamariz são os inúmeros bares e botecos de rua, bem no estilo carioca.

A Lapa é um bairro antigo, com algumas construções históricas. O bairro não possui estação do Metrô, mas algumas partes da Lapa (as melhores para se hospedar e bem posicionadas no Centro do Rio) ficam próximas das estações Carioca, Cinelândia e Glória.

É uma das regiões mais baratas para se hospedar no Rio, com muitas opções de hotéis e hostels econômicos. Nos últimos anos alguns hotéis mais modernos, hostels bacanas e hotéis boutique estão sendo inaugurados ajudando a revitalizar o bairro e trazendo mais turistas para se hospedar nele.

Hotéis na Lapa – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

$$$ Muito Barato (leia as avaliações antes de reservar):

Mais opções:

Onde ficar no Porto Maravilha (Zona Central):

Porto Maravilha é o nome do projeto de revitalização da Zona Portuária do Rio de Janeiro, projeto influenciado pela Copa do Mundo de 2014 e pelas Olimpíadas de 2016.

O projeto ainda está em andamento, mas grande parte da orla já foi revitalizada e se tornou uma área bonita, agradável e segura para caminhar. Novas atrações se misturam com as construções históricas transformando a área no novo polo turístico da cidade. Aos poucos algumas áreas boêmias também vão se formando, como no entorno da histórica Praça Mauá e também na Rua Sacadura Cabral.

No Porto Maravilha ficam o Museu do Amanhã (ticket antecipado), a roda-gigante Rio Star, o Boulevard Olímpico, o AquaRio (ticket antecipado), o Museu de Arte do Rio (ticket antecipado), o Mural Etnias, a Cidade do Samba, a Igreja da Candelária, o Mosteiro de São Bento, o Centro Cultural do Banco do Brasil, entre outras atrações.

A circulação pelo Porto Maravilha é facilitada pelas várias estações e linhas do VLT Carioca. No entorno ficam algumas estações do Metrô, a Estação Central do Brasil e a Rodoviária do Rio. É no Porto Maravilha que fica o Píer Mauá, terminal de embarque e desembarque dos navios durante a temporada de cruzeiros.

Essa área tradicionalmente concentrava hotéis muito baratos, simples e safados, um dos locais mais econômicos para se hospedar no Rio. Agora com a revitalização a região ganhou alguns hotéis em prédios modernos e alguns hotéis em edifícios históricos restaurados.

É melhor se hospedar no entorno da Praça Mauá/Museu do Amanhã do que no entorno da Rio Star e da Rodoviária do Rio. Algumas áreas da região são perigosas para caminhar à noite.

Hotéis no Porto Maravilha – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

$$$ Muito Barato (leia as avaliações antes de reservar):

Mais opções:

Onde ficar no Aeroporto Santos Dumont (Zona Central):

O Aeroporto Santos Dumont, que opera apenas voos domésticos, tem uma excelente localização no Centro do Rio de Janeiro.

Os hotéis que atendem o Aeroporto, por estarem no Centro do Rio, tem uma boa localização na Zona Central, mas os preços são inflacionados por conta do Aeroporto.

Hotéis no Aeroporto Santos Dumont – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

Onde ficar em Santa Teresa (Zona Central):

Santa Teresa é o bairro que ocupa a parte montanhosa da Zona Central do Rio de Janeiro. O ambiente é residencial e artístico com muitos ateliês e galerias de arte, mas o destaque é a boêmia e a gastronomia com inúmeros bares e restaurantes (os pontos principais são o Largo do Guimarães e o Largo do Curvelo).

É uma área com muita natureza, com uma atmosfera tranquila e onde estão as melhores pousadas, guest houses e hotéis-boutique do Rio de Janeiro.

Reduto histórico de artistas, intelectuais e outras personalidades o bairro possui antigos casarões da elite carioca, muitos atualmente transformados em charmosos estabelecimentos de hospedagem. Os que ficam no alto do morro possuem vistas inesquecíveis.

O tradicional Bonde de Santa Teresa sai do Centro, passa por cima dos Arcos da Lapa e sobe as ladeiras do bairro. Os trilhos do bonde são características marcantes das ladeiras e ruas de Santa Teresa (muitas ainda calçadas com paralelepípedos).

Santa Teresa não é um bairro para circular a pé, tanto pelas ladeiras, como pelas ruas que não são tão seguras à noite. Para entrar, sair e circular pelo bairro a melhor alternativa é o Uber, já que o transporte público não é tão eficiente e os taxistas não gostam de subir as ladeiras do bairro.

Se você procura uma pousada charmosa em um ambiente residencial, com muita natureza, lindas vistas e com excelentes opções de bares e restaurantes, o bairro de Santa Teresa é a melhor opção para se hospedar (mas fica distante da praia).

Zona Oeste do Rio de Janeiro

Onde ficar na Barra da Tijuca (Zona Oeste):

A Barra da Tijuca é o principal bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro, uma região que fica separada, distante e tem uma atmosfera completamente diferente da Zona Sul e da Zona Central.

É uma área nobre, segura, moderna, planejada e enorme, com avenidas largas e extensas, condomínios de alto padrão, centros empresariais, locais para eventos, shows e competições esportivas, além de excelente estrutura comercial e de serviços (incluindo muitos shoppings).

É uma região autossuficiente. Você pode passar alguns dias curtindo toda a estrutura, a boa gastronomia e as atrações, com destaque para as lindas praias da Zona Oeste que possuem uma paisagem mais natural que às da Zona Sul.

A praia principal, ocupada pelos bairros Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes, tem 18 km de extensão, ondas fortes, quiosques em toda a orla e barracas para atender os banhistas na praia.

Uma das vantagens de se hospedar nessa área é que você encontra hotéis novos e modernos com diárias mais baratas do que em hotéis antigos da Zona Sul. Nos finais de semana sem grandes eventos as diárias são ainda mais baratas.

A principal desvantagem é a má localização geográfica para as principais atrações da cidade (que ficam na Zona Sul e na Zona Central).

O shopping Città Office Mall, no início da Avenida das Américas (próximo do Jd. Oceânico), é um dos 3 pontos da cidade da onde partem vans oficiais para o Cristo Redentor.

Barra da Tijuca: hotéis no Jardim Oceânico e na Praia do Pepê (Postos 1, 2 e 3)

O Jardim Oceânico é o bairro mais antigo da Barra da Tijuca e o que está mais próximo da Zona Sul. Nele fica a única estação do Metrô na Zona Oeste, o que facilita o deslocamento para a Zona Sul e Zona Central, mas a estação fica distante da praia. Perto do Metrô fica o shopping à céu aberto Downtown, com boas opções de entretenimento e alimentação.

O Jardim Oceânico é a única área da Barra da Tijuca em que é viável circular a pé, já que as construções são mais compactas, as ruas e avenidas mais estreitas e há muitas opções de comércio, bares e restaurantes pelas ruas (há áreas boêmias como a Avenida Olegário Maciel).

No Jardim Oceânico fica a Praia do Pepê, o trecho de praia mais badalado de toda a Zona Oeste, com os beach clubs mais famosos da região.

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Barra da Tijuca: hotéis na Avenida Lúcio Costa (Postos 4 a 8)

A beira-mar Avenida Lúcio Costa, no trecho entre o Jardim Oceânico e a Praia da Reserva, possui um ambiente residencial com condomínios de altíssimo padrão, além dos hotéis mais caros da Barra da Tijuca. Nos últimos anos hotéis novos e modernos se instalaram nesse ponto, que é uma das áreas mais valorizadas do bairro.

Essa área possui bons restaurantes e algumas opções de comércio, mas não é para circular a pé, já que as construções são maiores e ficam mais espaçadas.

A praia continua com as mesmas características: linda, ambiente bastante praiano, ondas fortes, quiosques na orla e barracas na praia.

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Barra da Tijuca: hotéis na Avenida das Américas

A extensa Avenida das Américas é a principal via da Zona Oeste, fazendo a ligação dos bairros da região. Somente no trecho da Barra da Tijuca ela possui 12 km de extensão.

A avenida fica no interior do bairro (do outro lado da Lagoa de Marapendi) e por conta disso as diárias são mais baratas em relação aos hotéis que ficam na praia.

Além do preço mais barato, outra vantagem de se hospedar na Avenida das Américas é usar o BRT (ônibus expresso) para se deslocar pela avenida, ir até a região do Parque Olímpico/Riocentro ou para acessar a estação do Metrô Jardim Oceânico (e seguir de Metrô para a Zona Sul ou Central). Não é uma área para se deslocar a pé.

Ao longo da Avenida das Américas e arredores ficam condomínios residenciais de alto padrão, centros empresariais e completa estrutura de comércio, serviços, boa gastronomia e entretenimento: shoppings (BarraShoppingVillageMall, CasaShopping, Via Parque, Barra Square, Rio Design Barra, Vogue Square), casas de shows (Km de Vantagens Hall; antigo Metropolitan), centros culturais (Cidade das Artes), teatros (Antônio Fagundes – CEC, dos Grandes Atores, VillageMall) e muitas opções de restaurantes, bares e centros gastronômicos. O Aeroporto de Jacarepaguá também fica na região.

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Barra da Tijuca: pousadas na Ilha da Gigóia

A Ilha da Gigóia é uma ilha localizada na Lagoa da Tijuca, próxima do Jardim Oceânico.

Com acesso somente por barcos e sem circulação de carros, ela proporciona uma atmosfera única na Barra da Tijuca: um ambiente residencial, tranquilo e com muita natureza, além de boas pousadas e excelentes restaurantes.

Não é difícil acessar a ilha: o trajeto de barco dura menos de 1 minuto e o ponto de embarque é bem próximo da estação do Metrô Jardim Oceânico.

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

Onde ficar no Parque Olímpico e Riocentro (Zona Oeste):

Essa área (que fica uma parte na Barra da Tijuca e outra em Jacarepaguá) desenvolveu-se a partir das Olimpíadas de 2016. Atualmente é o principal polo de shows e eventos culturais, esportivos e empresariais do Rio.

O Parque Olímpico tem vários centros esportivos, arenas de shows e jogos como a Jeunesse Arena e abriga o Rock in Rio. O Riocentro é um dos maiores centros de convenções e eventos do Brasil. Também na área ficam o Shopping Metropolitano Barra e o Uptown Barra (que tem um complexo gastronômico de produtores locais).

Junto com os novos e modernos prédios residenciais chegaram também novos e modernos hotéis que praticam preços mais caros nos dias de grandes eventos e diárias bem mais baratas nos dias de baixa demanda (quando essa área se torna uma das mais baratas para ficar no Rio de Janeiro).

Se você estiver indo para um show ou evento (como o Rock in Rio) essa área é a melhor para se hospedar. Mas se o seu objetivo é turistar pelo Rio essa área é bem fora de mão. Fica distante até dos principais locais da Barra da Tijuca e da praia.

O deslocamento para as demais áreas da Barra da Tijuca pode ser feita pelo BRT (ônibus expresso).

Hotéis no Parque Olímpico e Riocentro – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

$$$ Muito Barato (leia as avaliações antes de reservar):

Onde ficar no Recreio dos Bandeirantes (Zona Oeste):

O Recreio dos Bandeirantes é um bairro localizado depois da Barra da Tijuca, ainda mais distante da Zona Sul e da Zona Central.

É um bairro planejado e nobre, mas com um padrão inferior ao da Barra da Tijuca. A estrutura de comércio e serviços é muito boa incluindo o Américas Shopping e o Recreio Shopping. A região também possui muitas opções de bares e restaurantes.

Na Avenida das Américas há estações do BRT para se deslocar até a região do Parque Olímpico/Riocentro (que não estão muito distantes) e para a Barra da Tijuca.

Mas o grande atrativo da região são as praias que estão entre as mais lindas e naturais do Rio de Janeiro.

A Praia do Recreio dos Bandeirantes, a principal do bairro, é continuação da Praia da Barra da Tijuca e da Praia da Reserva, com as mesmas características: ondas fortes, barracas na praia, quiosques na orla e uma avenida beira-mar.

Na sequência ficam as praias do Pontal e da Macumba, que ainda são urbanizadas e possuem ondas boas para surfe.

As praias seguintes não são urbanizadas, mas possuem quiosques e barracas para atender os banhistas e estão entre as mais lindas do Rio: Prainha, Abricó (naturista) e Grumari.

Por conta da distância para as demais regiões do Rio só vale a pena se hospedar no Recreio dos Bandeirantes se você deseja explorar a região ou vai em algum evento no Parque Olímpico ou Riocentro.

Hotéis no Recreio dos Bandeirantes – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Mais opções:

Onde ficar no Joá (Zona Oeste):

Joá é um bairro montanhoso de altíssimo padrão localizado ao lado do Jardim Oceânico (no sentido São Conrado). No bairro fica a prainha da Joatinga.

O morro é ocupado por luxuosas mansões, muitas transformadas em charmosas guest houses ou hotéis boutique, a maioria com linda vista para o mar.

Pousadas e guest houses no Joá (Praia da Joatinga) – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾⦾ Espetacular:

⦾⦾⦾⦾ Excelente:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Mais opções:

Onde ficar em Barra de Guaratiba (Zona Oeste):

A Barra de Guaratiba é um bairro isolado e distante, localizado em um morro próximo da Restinga de Marambaia. É uma área com boa gastronomia, muita natureza, lindas praias selvagens, picos e trilhas pela mata atlântica.

A Praia da Barra de Guaratiba é a única urbanizada. Ela conta com muitas opções de quiosques e restaurantes. Nos finais de semana e feriados ela fica lotada, com ambiente popular.

Nos arredores ficam lindas praias selvagens com acesso por trilhas pela mata atlântica: Praia do Perigoso, Praia do Meio, Praia Funda e Praia do Inferno.

Outro destaque da região é a Pedra do Telégrafo, um pico no alto do Morro de Guaratiba, com linda vista e da onde se tira fotos bem bacanas. Confira: trilha guiada Pedra do Telégrafo.

Só vale a pena se hospedar em Barra de Guaratiba se você for explorar essa região.

Pousadas em Barra de Guaratiba (Zona Oeste – Rio de Janeiro):

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

Zona Norte do Rio de Janeiro

Onde ficar no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) e Ilha do Governador (Zona Norte):

O Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Tom Jobim – Galeão) fica na Ilha do Governador na Zona Norte da cidade, uma região afastada das áreas turísticas.

Só compensa se hospedar se você precisa pernoitar próximo do Aeroporto ou se tem algum motivo para ficar na Ilha do Governador.

Hotéis no Aeroporto Internacional Tom Jobim – Galeão – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Hotéis na Ilha do Governador – Rio de Janeiro:

⦾⦾⦾⦾⦾ Muito Bom:

⦾⦾⦾⦾⦾ Custo-Benefício:

⦾⦾⦾⦾ Bom:

Mais opções:

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *