Cuenca Espanha: Dicas, Como Chegar, Roteiro, Catedral, Casas Colgadas

Cuenca Espanha
Construções em cima da rocha na cidade de Cuenca

Cuenca Espanha: Cuenca é uma das cidades mais pitorescas e lindas de toda a Espanha.

Bate-volta: com o trem AVE (trem-bala) é possível fazer um bate-volta desde Madrid ou de Valência até Cuenca. Ou ainda fazer um pit stop em Cuenca no trajeto entre Madrid e Valência ou vice-versa.

Cercada de desfiladeiros: a parte histórica de Cuenca fica no alto de uma estreita colina com um desfiladeiro de cada lado. As paisagens são impressionantes.

Casas Colgadas: um dos principais pontos turísticos de Cuenca são as casas suspensas em um dos desfiladeiros.

Confira neste artigo todas as dicas para você visitar Cuenca na Espanha

  • Cuenca: localização, história e os principais detalhes da cidade.
  • Vídeo: assista ao vídeo do nosso passeio em Cuenca. É imperdível.
  • O que fazer em Cuenca: roteiro pelos principais pontos turísticos como a Catedral de Cuenca, a Plaza Mayor, as Casas Colgadas e a Puente de San Pablo.
  • Nos arredores de Cuenca: no entorno de Cuenca fica o Parque Nacional de La Serranía de Cuenca, uma ampla área com muita natureza, lindas paisagens e formações rochosas interessantes.
  • Como chegar em Cuenca: como ir de Madrid e de Valência até Cuenca de trem, ônibus e carro.
  • Onde ficar em Cuenca: a melhor região para se hospedar em Cuenca (no caso de você preferir dormir na cidade).
  • Dúvidas: se após ler o artigo você tiver alguma dúvida deixe um comentário no final.
Casas Colgadas Cuenca Espanha
A mais famosa das Casas Colgadas: varandas suspensas sobre o desfiladeiro

Dicas Onde Ficar: na minha opinião os arredores da Plaza Mayor é o melhor lugar para ficar em Cuenca, no caso de você se hospedar na cidade.

Cuenca Espanha

Localização: Cuenca fica na Comunidad de Castilla-La Mancha (Castela-La Mancha), distante 168 km de Madrid e 199 km de Valência. A cidade tem em torno de 55.000 habitantes e é a capital da Província de Cuenca.

Veja o mapa com a localização de Cuenca, Madrid e Valência:

Parte alta e parte baixa: Cuenca é dividida em duas partes, o Casco Histórico no alto da colina (onde estão as atrações turísticas) e a parte mais nova e moderna que fica aos pés da colina.

Desfiladeiros: a colina, onde está a cidade antiga, é estreita e tem um desfiladeiro de cada lado. Em um desfiladeiro corre o Rio Huécar e no outro o Rio Júcar. Aos pés da colina o Huécar deságua no Júcar no ponto em que se inicia a cidade moderna.

Veja o mapa com a localização da Plaza Mayor (no coração do Casco Histórico) e a cidade baixa (moderna):

História: a primeira menção à cidade de Cuenca é do ano 784, quando a região estava dominada pelos muçulmanos. Cuenca nessa época era uma cidade-fortaleza localizada no alto da colina. 1177: A conquista cristã da cidade se deu em 1177 pelo Rei Alfonso VIII. Nos séculos seguintes Cuenca se firmou como uma das principais cidades do Reino de Castilla. Guerra Civil Espanhola: Cuenca sofreu severos bombardeios aéreos durante a guerra civil (1936-1939). A cidade ficava na importante rota Madrid-Valência e se posicionou do lado Republicano (o lado perdedor da guerra). 1996: nesse ano o Casco Histórico de Cuenca foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Puente de San Pablo Cuenca Espanha
Puente de San Pablo cruzando o desfiladeiro sobre o Rio Huécar

Vídeo de Cuenca Espanha

Inspiração: assista ao nosso vídeo e inspire-se com Cuenca. É imperdível :-)

Gostou do vídeo? Compartilhe com os seus companheiros de viagem e amigos. Inspire eles também :-)

Youtube: inscreva-se no canal do Dicas Onde Ficar e acompanhe os vídeos das nossas viagens.

O que Fazer em Cuenca

  • Importante: confirme os preços e os horários atuais das atrações que descrevo no post (as informações foram consultadas em Abril de 2017). Segunda-feira: a maioria das atrações não abre nesse dia. Domingo: muitas atrações fecham às 14:00 aos domingos.

Casco Histórico: as atrações turísticas de Cuenca estão concentradas no centro histórico.

5 rotas: eu dividi o roteiro em 5 rotas todas partindo da Plaza Mayor que é o coração do Casco Histórico. Você não precisa fazer necessariamente na sequência 1 a 5. Dá para alterná-las. Esse roteiro vai cobrir uns 90% das atrações da cidade (incluindo as principais).

A minha sugestão de 5 rotas:

  • Rota 1: Plaza Mayor, Catedral e Oficina de Turismo.
  • Rota 2: Casas Colgadas, Puente de San Pablo e Cerro del Socorro.
  • Rota 3: Ruínas do Castillo (subindo até o Castillo margeando um lado do desfiladeiro e descendo pelo outro).
  • Rota 4: Plaza de La Merced, Museo de Las Ciencias e Torre de Mangana.
  • Rota 5: Calle Alfonso VIII, Rascacielos de Cuenca e Túneles de Alfonso VIII.

Ligeirinho: para completar as 5 rotas você vai ter que ser bem ligeiro (o que eu não aconselho). Eu só acelerei porque eu tinha apenas 1 dia na cidade e queria passar pelo máximo das atrações para poder relatar aqui blog :-)

Se você tiver pouco tempo na cidade concentre-se em conhecer a Catedral, a Plaza Mayor, as Casas Colgadas (onde fica o Museo de Arte Abstracto Español), a Puente de San Pablo e as ruínas do Castillo. São atrações das Rotas 1, 2 e 3.

Rota 1: Plaza Mayor, Catedral e Oficina de Turismo

Plaza Mayor: é a praça central do centro histórico de Cuenca e onde está localizada a Catedral. A Plaza Mayor possui centenárias casinhas coloridas onde hoje funcionam restaurantes e lojas de souvenires. Duas construções que você também pode observar na praça são o Convento de La Petras e a sede do Ayuntamiento de Cuenca (Prefeitura) com 3 arcos por cima de uma das ruas que dá acesso à Plaza Mayor. Passando por baixo da prefeitura chega-se à Oficina de Turismo.

Plaza Mayor Cuenca Espanha
Plaza Mayor de Cuenca
Plaza Mayor Cuenca Espanha
Construções coloridas na Plaza Mayor
Plaza Mayor Cuenca Espanha
Ayuntamiento de Cuenca (prefeitura) e seus 3 arcos que dão acesso à Plaza Mayor

Oficina de Turismo: fica fora da Plaza Mayor (é só passar por baixo do prédio da prefeitura). É essencial que você passe na oficina antes de começar o roteiro para pegar um mapa da cidade e um folheto com os horários e os preços das atrações. Endereço: Calle Alfonso VIII, nº 2. Horários: Segunda a quinta: 10:00 às 14:00 e 16:30 às 19:30. Sexta e sábado: 09:00 às 20:00. Domingo: 09:00 às 15:00 e 16:30 às 20:00.

Oficina de Turismo Cuenca Espanha
Oficina de Turismo (prédio amarelo do lado esquerdo) e o prédio da prefeitura com seus arcos: essa foto foi tirada do lado de fora da Plaza Mayor

Catedral de Cuenca: leva o nome de Catedral de Santa María y San Julián de Cuenca. Foi construída a mando do Rei Alfonso VIII logo após a conquista cristã de Cuenca no final do século XII. No local havia uma Mesquita. O estilo predominante da Catedral de Cuenca é o gótico-normando. Ela foi uma das primeiras catedrais góticas da Espanha, mas ao longo dos séculos ampliações e reformas acrescentaram novos estilos ao templo. A última intervenção foi na década de 1990 quando foram colocados novos vitrais de estilo abstrato. Endereço: Plaza Mayor. Horários: a Catedral abre todas os dias, exceto em alguns dias santos. O horário de abertura varia ao longo do ano. Consulte no site os horários de abertura e os dias de fechamento. Preços: o ticket que inclui o tour completo (Catedral + Triforio + Museo Diocesano/Tesoro) custa 8 euros, sendo que o Museo Diocesano/Tesoro fica em um prédio anexo (veja na Rota 2). O ticket só da Catedral custa 4,80 euros e o ticket Catedral + Triforio (o que eu recomendo) custa 5,80 euros. Eventualmente pode haver exposições temporárias e nesse caso o ticket é mais caro. Audioguias: espanhol e inglês (incluído no valor do ticket). Duração da visita: entre 30 minutos e 1 hora. Site: Catedral de Cuenca. Preços, horários e dias que a Catedral está fechada: Visitas Turísticas Catedral de Cuenca.

Plaza Mayor Cuenca Espanha
Plaza Mayor com a Catedral ao fundo
Catedral de Cuenca Espanha
Catedral de Cuenca
Catedral de Cuenca Espanha
Detalhes da fachada
Catedral de Cuenca Espanha
Visão geral da Catedral
Catedral de Cuenca Espanha
Vitrais com arte abstrata
Catedral de Cuenca Espanha
Sepulcro de Los Albornoz
Catedral de Cuenca Espanha
Sacristía Mayor
Catedral de Cuenca Espanha
Na frente da Catedral

Rota 2: Casas Colgadas, Puente de San Pablo e Cerro del Socorro

A melhor: na minha opinião essa é a melhor rota e onde estão as melhores paisagens de Cuenca. É imperdível.

Saindo da Plaza Mayor: o trajeto entre a Plaza Mayor e as Casas Colgadas é bem curto, menos de 200 metros. Primeiro você passará em uma pequena praça onde fica uma estátua do Rei Alfonso VIII, que conquistou Cuenca dos muçulmanos. Antes de chegar nas Casas Colgadas você ainda passará na frente de dois museus: o Museo Diocesano/Tesoro da Catedral (localizado no Palácio Episcopal, o museu possui mais de 200 peças incluindo telas de El Greco) e o Museu de Cuenca (arqueológico). Esses dois museus, na minha opinião, são de importância secundária em um roteiro de 1 dia por Cuenca (a não ser que você seja fã desse tipo de acervo).

Casas Colgadas (Museo de Arte Abstracto Español): as Casas Colgadas são um conjunto de três casas vizinhas cujas varandas se debruçam sobre o desfiladeiro onde corre o Rio Huécar. As casas são do final do século XV. A casa mais famosa abriga desde a década de 1960 o Museo de Arte Abstracto Español. Embora a casa pertença à prefeitura, o museu é administrado pela Fundación Juan March e a entrada é gratuita. Grupo de Cuenca: a ideia do museu foi do artista Fernando Zóbel com o apoio de outros artistas como Gustavo Torner e Gerardo Rueda. A cena de arte abstrata do Grupo de Cuenca foi muito forte nas décadas de 1950 e 1960 e ainda hoje a cidade está repleta de museus e espaços culturais cujo foco é a arte abstrata. Museo de Arte Abstracto Español: o acervo permanente tem obras de cerca de 30 artistas. Dentro do museu dá para ter alguma vista da paisagem, mas o acesso às varandas suspensas não é permitido. Endereço: Calle Canónigos, s/n. Horários: terça a sexta das 11:00 às 14:00 e das 16:00 às 18:00. Sábados: das 11:00 às 14:00 e das 16:00 às 20:00. Domingos: 11:00 às 14:30. Preços: gratuito. Confirme os horários e veja os dias em que o museu não abre no site: Museo de Arte Abstracto Español.

Museo de Arte Abstracto Español Cuenca Espanha
Museo de Arte Abstracto Español: localizado na mais famosa das Casas Colgadas
Museo de Arte Abstracto Español Cuenca Espanha
Vista de dentro do museu: o acesso às varandas não é permitido

Fotos: ao lado das Casas Colgadas há uma passagem (por baixo de uma casa vizinha) que dá acesso à um passeio nas margens do desfiladeiro. Esse ponto é um dos melhores ângulos para tirar fotos das Casas Colgadas.

Casas Colgadas Cuenca Espanha
Passagem por baixo da casa vizinha ao Museu
Casas Colgadas Cuenca Espanha
Do outro lado da passagem
Casas Colgadas Cuenca Espanha
Foto típica da Casa Colgada (onde fica o Museo de Arte Abstracto)
Puente de San Pablo Cuenca Espanha
Vista da Puente de San Pablo sobre o Rio Huécar com o Parador de Cuenca ao fundo

Puente de San Pablo: descendo as margens do desfiladeiro você chegará na Puente de San Pablo. A ponte atual foi construída com ferro e madeira em 1902 (a primeira ponte era de pedra e foi construída no século XVI). A ponte tem 60 metros de comprimento e faz a ligação com a margem oposta do desfiladeiro, onde está o Parador de Cuenca. O acesso é somente para pedestres. A paisagem da ponte é incrível:

Cuenca Espanha
Desfiladeiro sobre o Rio Huécar
Casas Colgadas Cuenca Espanha
Casas Colgadas vistas da Puente de San Pablo
Cuenca Espanha
Construções na rocha
Cuenca Espanha
Foto sobre a ponte
Puente de San Pablo Cuenca Espanha
Puente de San Pablo com o Casco Histórico ao fundo
Cuenca Espanha
Parador de Cuenca de um lado do desfiladeiro e o Casco Histórico do outro

Parador de Cuenca: o Parador é o hotel mais sofisticado da cidade e fica no local onde funcionava o Convento de San Pablo. O prédio é do início do século XVI e mescla os estilos góticos (na construção) e renascentista (na decoração). A antiga capela do Convento foi transformada no Espacio Torner que exibe algumas obras abstratas de Gustavo Torner. A Cafeteria do Parador, localizada no Claustro do Convento, está aberta ao público em geral. A localização do Parador de Cuenca na margem oposta ao desfiladeiro permite uma vista espetacular do Casco Histórico e do desfiladeiro:

Parador de Cuenca Espanha
Parador de Cuenca: no lado oposto do desfiladeiro do Rio Huécar
Cuenca Espanha
Vista do Casco Histórico desde o Parador

Cerro del Socorro: junto ao Parador de Cuenca fica o início da trilha do Cerro del Socorro, o morro onde está o Monumento Al Sagrado Corazón (uma imagem de Cristo) e que possui uma vista panorâmica de Cuenca. Trilha: a trilha tem 1,4 km e leva +- 30 minutos para ser percorrida (com as minhas passadas longas subi o morro em 18 minutos). A trilha está bem sinalizada e não tem obstáculos difíceis, mas ela é bastante íngreme e vai ser cansativa para quem não possui preparo físico. A caminhada é muito gostosa (no sentido de admirar a paisagem) e passa por uma Via-Crúcis. Lá do alto a vista é incrível. Só recomendo a trilha para quem é fã desse tipo de atração, pois pode te tomar um bom tempo do roteiro.

Mapa com o trajeto do Parador de Cuenca até o Cerro del Socorro:

Cerro del Socorro Cuenca Espanha
Cerro del Socorro e o Cristo vistos do Casco Histórico
Cerro del Socorro Cuenca Espanha
Formações rochosas no início da trilha
Cerro del Socorro Cuenca Espanha
Via-Crúcis
Cerro del Socorro Cuenca Espanha
Durante a trilha é possível avistar essa casa isolada na rocha
Cerro del Socorro Cuenca Espanha
Final da trilha
Cerro del Socorro Cuenca Espanha
Cristo olhando a cidade
Cerro del Socorro Cuenca Espanha
Monumento Al Sagrado Corazón
Cuenca Espanha
Cuenca vista do Cerro del Socorro
Cuenca Espanha
Puente de San Pablo e as Casas Colgadas vistas lá do alto
Cuenca Espanha
Sempre tem uns mais aventureiros :-)

Rota 3: Ruínas do Castillo de Cuenca

As ruínas do Castillo de Cuenca, estão no ponto mais alto do Casco Histórico.

Subindo: a subida da Plaza Mayor até o Castillo pode ser feita pela Calle Julián Romero, margeando o desfiladeiro do Rio Huécar. Por ali você vai passar por locais interessantes como o Mirador de Florencio Cañas (com vista para o desfiladeiro), o Cristo del Pasadizo (uma passagem estreita por baixo de uma casa), a Iglesia de San Pedro (provavelmente do século XII, construída sobre uma antiga mesquita; a entrada custa apenas 1 euro), a Fundación Antonio Peres (um Centro de Arte Contemporâneo localizado no antigo Convento de las Carmelitas Descalzas; o acervo tem mais de 4000 obras) e o Edificio de la Inquisición (ao lado do Castillo e atual sede do Archivo Histórico Provincial).

Cuenca Espanha
Caminho medieval margeando o desfiladeiro
Cristo del Pasadizo Cuenca Espanha
Cristo del Pasadizo: passagem estreita
Iglesia de San Pedro Cuenca Espanha
Iglesia de San Pedro

Ruínas do Castillo de Cuenca: localizado no ponto mais alto do Casco Antigo são as ruínas de uma antiga fortaleza árabe. No local fica o Arco de Bezudo, uma das portas de acesso da cidade antiga, datada do século XI. É possível subir as ruínas e atravessar por cima do Arco. Do local é possível avistar os dois desfiladeiros, o Casco Histórico de Cuenca e a cidade moderna.

Castillo Cuenca Espanha
Castillo de Cuenca e o Arco de Bezudo (uma das portas da cidade antiga)
Castillo Cuenca Espanha
Caminhando sobre as ruínas do Castillo
Castillo Cuenca Espanha
Vista do desfiladeiro do Rio Júcar desde o Castillo

Descendo: a descida do Castillo até a Plaza Mayor pode ser feita margeando o desfiladeiro do Rio Júcar (lado oposto ao da subida). Há belas vistas do desfiladeiro descendo pela Ronda del Júcar e passando pelo Mirador Camilo José Cela. Pela Calle Las Armas é possível chegar na Antigua Iglesia de San Miguel (igreja românica do século XIII, não está aberta para visitas). Ao caminhar por essa região e tentar voltar até a Plaza Mayor dá para praticar um dos meus esportes favoritos em cidadezinhas medievais: se perder nas vielas labirínticas.

Cuenca Espanha
Descida passando pelo Arco del Trabuco
Cuenca Espanha
Margeando o desfiladeiro pela Ronda del Júcar
Iglesia de San Miguel Cuenca Espanha
Iglesia de San Miguel

Rota 4: Plaza de La Merced e Torre de Mangana

A Rota 4 contempla a Plaza de La Merced, o Museo de Ciencias Naturales de Castilla-La Mancha e a Torre de Mangana.

Acesso: a partir da Oficina de Turismo o acesso se dá pela Calle de Fuero (por essa escadaria ao lado do Convento de Las Esclavas):

Cuenca Espanha
Para acessar a Plaza de La Merced suba essa escadaria estreita no meio da foto

Plaza de La Merced: em uma curta caminhada você chegará na pequenina Plaza de La Merced. Na praça há duas construções para se observar a fachada: a Iglesia y Convento de La Merced e o Seminario Conciliar de San Julián (onde há uma hospedaria). A principal atração da praça é destoante: o Museo de Las Ciencias de Castilla-La Mancha, localizado no prédio que abrigava o Asilo de Ancianos Desamparados. Internamente o museu tem um aspecto futurista e um um acervo que inclui desde fósseis até um planetário.

Museo de Las Ciencias Cuenca Espanha
Prédio onde fica a entrada do Museo de Las Ciencias
Seminario de San Julián Cuenca Espanha
Seminario de San Julián na Plaza de la Merced

Torre de Mangana: a torre domina a Plaza de Mangana, uma praça recentemente restaurada localizada logo após a Plaza de La Merced. Da praça se tem uma bela vista da parte moderna de Cuenca. Essa área abrigava o antigo Alcázar árabe, posteriormente se tornou o bairro judio e na sequência foi dominado pelos católicos. A função original da Torre de Mangana era defensiva. Remodelada ao longo dos séculos ela abrigou o campanário da antiga Iglesia Santa Maria La Nueva (construída sobre uma sinagoga) e desde o século XVI serve como torre de relógio. A Plaza de Mangana apresenta uma arquitetura moderna e abriga o Monumento a La Constitución, obra de Gustavo Torner. Do Alcázar e da Iglesia Santa Maria La Nueva só sobraram a torre e algumas ruínas.

Torre de Mangana Cuenca Espanha
No caminho entre a Plaza de la Merced e a Plaza de Mangana
Torre de Mangana Cuenca Espanha
Torre de Mangana
Torre de Mangana Cuenca Espanha
Plaza de Mangana com a torre e o Monumento a La Constitución
Ruínas Alcázar de Cuenca Espanha
Ruínas do Alcázar

Rota 5: Calle Alfonso VIII

A Calle (rua) Alfonso VIII é a principal via do Casco Histórico de Cuenca terminando o acesso de quem vem da cidade moderna até a Plaza Mayor.

Rascacielos de Cuenca: as construções coloridas da Calle Alfonso VIII (do lado direito no sentido Plaza Mayor) tem um detalhe interessante. Na face voltada para a Calle as fachadas dos prédios tem 3 ou 4 andares, são coloridas e conservam a arquitetura do século XVIII ou início do XIX. Já na outra face, voltada para o desfiladeiro, as fachadas dos mesmos prédios possuem até 11 andares e conservam a arquitetura do século XV. Os pisos inferiores foram sendo ampliados para baixo (escavando a rocha) conforme o espaço disponível para novas construções no Casco Histórico ficava mais escasso. Algumas fontes dizem que foram os primeiros prédios civis no mundo a atingirem 10 andares. Por isso o nome de rascacielos (arranha-céus). Ainda hoje as construções são habitadas e até dá para ficar hospedado por lá como na Posada San Martín e nos Apartamentos Santa Marta. O melhor local para observar os Rascacielos é no Barrio de San Martín, mas é possível observá-los de outros pontos.

Rascacielos de Cuenca Espanha
Rascacielos de Cuenca vistos da Calle Alfonso VIII (fachada voltada para a rua): prédios coloridos com 3, 4 ou 5 andares
Rascacielos de Cuenca Espanha
Os mesmos prédios vistos da entrada do Museo de Arte Abstracto (fachada voltada para o desfiladeiro): aspecto medieval e os andares foram ampliados para baixo (escavando a rocha)

Túneles de Alfonso VIII (Cuenca Subterrânea): Cuenca possui uma grande rede de túneis subterrâneos, a maioria medievais construídos para o abastecimento de água. Já o túnel Alfonso VIII foi construído durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939) como refúgio anti-aéreo (a cidade sofreu severos bombardeios). Durante a visita guiada é possível atravessar o túnel (+- 95 metros) e conhecer detalhes da sua construção (foi com a ajuda dos moradores) e do seu uso durante a guerra, incluindo lendas. Na época da minha visita os horários eram esses abaixo, mas eu recomendo que ao chegar em Cuenca você confirme na Oficina de Turismo os horários das visitas. Horários visitas guiadas: Segunda a quinta-feira: 13:00. Sexta-feira: 12:00, 13:00 e 17:00. Sábado: 12:00 e 17:00. Domingo: 12:00, 17:00 e 18:00. Horários visitas teatralizadas: Segunda a sexta-feira: 18:00. Sábado: 13:00 e 18:00. Domingo: 13:00. Preços: 3,50 euros (visitas guiadas) e 5,00 euros (visitas teatralizadas). Endereço: Calle Alfonso VIII em frente ao nº 87.

Túnel de Alfonso VIII Cuenca Espanha
Entrada do túnel
Túnel de Alfonso VIII Cuenca Espanha
Visita guiada
Túnel de Alfonso VIII Cuenca Espanha
Túnel de Alfonso VIII

Trilhas pelos desfiladeiros

Trilhas: se você gosta de trilhas e belas paisagens considere ficar mais tempo em Cuenca. São várias trilhas pelos desfiladeiros bem demarcadas e sinalizadas. As paisagens são incríveis. Você pode pegar um mapa das trilhas na Oficina de Turismo.

Nos arredores de Cuenca

A principal atração nos arredores de Cuenca, para quem for passar mais de 1 dia na cidade, é o Parque Nacional de La Serrania de Cuenca, região com lindas paisagens naturais.

Parque Nacional de La Serranía de Cuenca: o parque possui uma ampla área natural com várias atrações turísticas. Entre as mais famosas estão a Ciudad Encantada (conjunto de formações geológicas interessantes), o Ventano del Diablo (formação rochosa com bela vista do Río Júcar), além de diversas lagunas e outras atrações. Agências: em Cuenca são várias as agências que organizam diferentes tipos de roteiro pelo parque. Uma das agências é a Receptivo Cuenca, localizada ao lado da Catedral. Outra opção é o Bus Turístico de Serranía de Cuenca com saídas diárias recolhendo os turistas na Plaza Mayor, na Estação de Autobuses e nas estações de trens. Carro: também é possível explorar as principais atrações do parque com carro alugado (em várias é possível chegar bem próximo com o carro; em outras o trecho final é por trilhas). A Ciudad Encantada fica a 24 km e o Ventano del Diablo fica a 27 km de Cuenca. Se você estiver de carro dá para montar um roteiro dormindo nas duas principais cidadezinhas do parque, Villalba de La Sierra e Uña (às margens da Laguna de Uña).

Veja o mapa com a localização de Cuenca, Villalba de La Sierra e Uña (todas em estrela) e da Ciudad Encantada e do Ventano del Diablo:

Parque Nacional de La Serranía de Cuenca
Parque Nacional de La Serranía de Cuenca – Crédito da foto: Receptivo Cuenca
Parque Nacional de La Serranía de Cuenca
Parque Nacional de La Serranía de Cuenca – Crédito da foto: Receptivo Cuenca

Como chegar em Cuenca

Para viajar entre Cuenca, Madrid e Valência as opções são: trem, ônibus e carro.

Duas estações de trens: são duas as estações de trens em Cuenca. A Estación Fernando Zóbel fica fora da área urbana e recebe os trens AVE (trem-bala). A Estación Cuenca fica dentro da cidade (na cidade baixa, a parte moderna de Cuenca) e recebe os trens Regional (mais lentos).

Estação de ônibus: a Estación de Autobuses de Cuenca também está na cidade baixa, distante apenas 200 metros da Estación Cuenca (trens Regional).

Distâncias até a Plaza Mayor: a Estación Fernando Zóbel (AVE/trem-bala) fica a +- 10 km da Plaza Mayor. As estações Cuenca (Regional) e de Autobuses ficam a +- 2 km da Plaza Mayor (se você pretende ir a pé note que a caminhada é ladeira acima). Mais abaixo eu explico como ir de ônibus das estações até a Plaza Mayor.

Veja o mapa com a localização da Plaza Mayor e das estações Fernando Zóbel (AVE/trem-bala), Cuenca (trem Regional) e de Autobuses:

Estación AVE Fernando Zóbel Cuenca Espanha
Estación Fernando Zóbel dos trens AVE (trens-bala): localizada fora da área urbana

Trem-bala/AVE: é a melhor opção para ir até Cuenca tanto de Madrid quanto de Valência. O trem AVE faz a ligação entre Madrid ou Valência com Cuenca em cerca de 55 minutos. Em Madrid o trem sai da Atocha, em Valência sai da Joaquin Sorolla e em Cuenca os trens-bala chegam na Estación Fernando Zóbel. Bate-volta: o bate-volta ou um pit stop em Cuenca é recomendado com os trens AVE.

Trem Regional: os trens Regional levam mais de 3 horas (saindo de Madrid) e mais de 4 horas (saindo de Valência) até Cuenca. As vantagens desse trem são o preço (geralmente a metade do AVE) e a estação de chegada (Estación Cuenca, dentro da cidade). Mas o tempo de percurso dificulta o bate-volta. Em Madrid os trens Regional saem da Chamartín, em Valência da Estación del Nord e em Cuenca chegam na Estación Cuenca.

Veja nesse artigo mais detalhes sobre os trens da Renfe e dicas para comprar as passagens: Como Comprar Passagem de Trem na Renfe.

Ônibus: saindo de Madrid os ônibus da Avanza partem da Estación Sur de Autobuses (perto da Atocha, acesso pela estação Méndez Álvaro de Metrô e Cercanías) e chegam na Estación de Autobuses (ônibus) de Cuenca. O trajeto leva de 2 horas a 2 horas e 30 minutos. Consulte os horários e os preços: Avanza. Saindo da Estación de Autobuses de Valência quem faz o trajeto até Cuenca é a Monbus. O trajeto leva mais de 3 horas e há poucas frequências: Monbus.

Como ir das estações até a Plaza Mayor: os ônibus da Linha 1 da empresa LUC saem da Estación Fernando Zóbel (AVE/trem-bala) e fazem uma rota pela cidade passando pela Estación de Autobuses e subindo até a Plaza Mayor no Casco Histórico. A frequência é a cada 30 minutos durante a semana e 1 hora nos finais de semana e feriados. O bilhete (cada trecho) custa 2,15 euros saindo da Fernando Zóbel e 1,20 euros saindo da Estación de Autobuses. Não há ponto de ônibus na Estación Cuenca (trens Regional), você terá que caminhar 200 metros até o ponto na Estación de Autobuses. Táxi: eu fui de táxi (para otimizar o tempo) da Fernando Zóbel (AVE) até a Plaza Mayor. A corrida custou 12 euros e eu acho que valeu a pena pela rapidez e para otimizar o tempo na cidade. Acredito que um táxi das estações urbanas até a Plaza Mayor vai ficar uns 5 a 7 euros.

Pit stop (guarda-volumes para bagagem): se você pretende passar o dia em Cuenca (no trajeto entre Madrid e Valência) provavelmente você vai precisar de um guarda-volumes (consigna) para deixar a bagagem. O problema é que na Estación Fernando Zóbel (AVE) não há consignas (conferi essa informação em dezembro de 2016 quando eu passei por lá). A única estação em que há consignas é a de Autobuses. Se você vier de trem AVE (Estación Fernando Zóbel) terá que se dirigir de ônibus ou de táxi até a Estación de Autobuses, deixar a bagagem e depois seguir até a Plaza Mayor.

Autobuses Línea 1 Cuenca Espanha
Ônibus da Linha 1 da LUC na Plaza Mayor: a linha 1 faz a ligação das estações com a praça

Carro: o trajeto entre Madrid e Cuenca tem cerca de 170 km e leva quase 2 horas para ser percorrido (há pedágios). Já o trajeto entre Valência e Cuenca tem cerca de 200 km e leva um pouco mais de 2 horas (não há pedágio).

Veja o mapa com o trajeto entre Madrid e Cuenca:

Veja o mapa com o trajeto entre Valência e Cuenca:

Estacionamento: é muito difícil estacionar o carro no casco histórico. O estacionamento mais próximo fica passando as Ruínas do Castillo. Veja no mapa a localização do estacionamento:

Dicas para alugar carro: se você pretende alugar carro na Espanha recomendo o artigo Dicas Alugar Carro. Outra dica é comprar um chip de celular com internet e usar o Waze ou o Google Maps do celular no lugar do GPS: Chip Celular Internet ilimitada.

Onde ficar em Cuenca

Vale a pena se hospedar em Cuenca? Na montagem do meu roteiro eu quebrei a cabeça para poder pernoitar em Cuenca, mas infelizmente não foi possível (pela quantidade limitada de dias). É possível conhecer os principais pontos turísticos de Cuenca em um bate-volta (foi o que eu fiz). Mas eu acho que há muitas vantagens ao se hospedar na cidade: você poderá conhecer as atrações com maior tranquilidade, a cidade iluminada à noite é linda e se você ficar mais dias poderá fazer trilhas pelos desfiladeiros e explorar a região. Sem contar que sempre é bom dormir em cidadezinhas medievais (ainda mais no alto de uma colina), além dos preços de hotéis e restaurantes serem mais baratos que nas cidades maiores.

Casco Histórico: o melhor lugar para ficar em Cuenca é no centro histórico no alto da colina (exceto para quem estiver com carro alugado, a não ser que o hotel tenha um estacionamento de fácil acesso). Plaza Mayor: nos arredores da Plaza Mayor, o local mais central para se hospedar, ficam o Hotel Convento del Giraldo (o melhor do centro histórico), a Posada San José (com vista para o desfiladeiro), o Hostal San Pedro, a Hospedería de Cuenca e a Posada San Martín (um dos Rascacielos de Cuenca). Veja mais opções nos arredores da Plaza Mayor. Castillo: mais próximo do Castillo, na parte mais alta do Casco Histórico, ficam os apartamentos Los Ojos de la Mora, o Alizaque Lodge e o Hotel Leonor de Aquitania. Veja mais opções nas proximidades do Castillo. Parador: o Parador de Cuenca, hotel mais luxuoso da cidade, fica na outra margem do desfiladeiro, atravessando a Puente de San Pablo. Descendo o Casco Histórico: na parte mais baixa do Casco Histórico, mais próximo da cidade moderna, você encontra várias opções de pousadas e apartamentos econômicos.

Na parte baixa de Cuenca: aos pés da colina, fora do Casco Histórico, fica a parte mais moderna de Cuenca. Nessa região estão a Estación de Cuenca (trens Regional), a Estación de Autobuses (rodoviária) e o comércio da cidade. Você estará mais próximo da Estación AVE Fernando Zóbel (trens-bala), que está fora da área urbana. A subida até a Plaza Mayor será de no mínimo uns 500 metros ladeira acima, podendo passar dos 1,5 km nas áreas mais próximas das estações de trem e de autobuses. Plaza de la Constitución: nos arredores da Plaza de la Constitución, mais próximo do Casco Histórico, ficam o Hotel Torremangana, o Hotel Alfonso VIII e várias opções de pousadas e apartamentos econômicosEstações de Trem (Regional) e de Autobuses: nas imediações das estações você encontrará alguns hotéis econômicos, mas estará mais distante do Casco Histórico. Moderna: na região mais moderna da cidade, ainda mais distante do Casco Histórico, você encontrará alguns hotéis de rede e com perfil executivo como o EXE Cuenca, o NH Ciudad de Cuenca e o Hotel Plaza.

Mais opções: Onde Ficar em Cuenca Espanha.

Dúvidas sobre Cuenca

Se você tem dúvidas sobre Cuenca na Espanha deixe um comentário abaixo :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *